Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Carteira

Para carteira de julho, Ativa Investimentos prefere B2W a Cemig

01 julho 2019 - 12h08Por Investing.com
A Ativa Investimentos divulgou na manhã desta segunda-feira (01) a atualização de sua carteira recomendada para julho, realizando apenas uma substituição. Deixam o portfólio os papéis da B2W (BTOW3), que dão espaço para a entrada de Cemig (CMIG4). A careteira seguirá sendo composta por nove ativos. Em junho, a principal carteira da corretora teve alta de 6,5% frente à valorização de 4,1% do Ibovespa. Os principais destaques para BR Malls (BRML3) (positivo), com alta de 11% e Suzano (SUZB3) (“negativo”), com ganhos de 2% No caso da BR Malls, as ações da empresa regiram a novas apostas em cortes de juros, com retração na curva dos futuros. O último COPOM mostrou-se bem mais suscetível a um corte que, dados os componentes de investimentos fixos do setor, um menor custo de capital tem grande impacto positivo sobre o montante de investimentos. Ademais, dada a exposição da empresa ao consumo, de forma indireta através de suas lojas, um corte de juros seria positivo ao impulsionar o agregado macroeconômico, aumentando as suas receitas. Já a Suzano se encontra diante de dois pontos fundamentais: um mercado desafiador que vem acompanhando queda na demanda diante do cenário de desaceleração global ao qual o mundo se encontra e queda brusca no preço da celulose. Apesar dos desafios, o player obteve valorização em sua cotação durante o mês. Dado o tamanho e o poder de mercado da empresa, acreditamos não só na manutenção do viés de alta como no alcance de significativa valorização no longo prazo uma vez que as ações supracitadas forem sendo equacionadas. Composição: Petrobras (PETR4) (10%), Itaú Unibanco (ITUB4) (10%), Equatorial (EQTL3) (15%), Suzano (10%), Cemig (10%) BR Malls (15%), Vale (VALE3) (10%), Usiminas (USIM5) (10%), Pão de Açúcar (PCAR4) (10%). Dividendos Já a Carteira Dividendos teve alta de 5,5% frente à valorização de 4,1% do Ibovespa. O destaque positivo da carteira fica BR Malls, com alta de 11% e o negativo para Taesa (TAEE11), que somou apenas 2%. Para o próximo mês, foram excluídas apenas as ações do Magazine Luiza (MGLU3) em uma estratégia de maior posicionamento no setor de energia. Desta forma, teve apenas um reequilíbrio de pesos. Composição: Itaú Unibanco (20%), Klabin (KLBN11) (15%), Equatorial (15%), BR Malls (10%), B3 (10%), Petrobras (15%), Taesa (15%).
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: