Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Pague Menos XP

Pague Menos: XP inicia cobertura com recomendação de Compra, ação cai

11 novembro 2020 - 17h52Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - Um dia depois de a XP ter iniciado a cobertura de Pague Menos com recomendação de Compra e preço-alvo de R$ 13, as ações eram negociadas em queda na tarde desta quarta-feira (11).

A ação PGMN3 caía 1,43%, a R$ 8,30, às 16,57. No dia, a máxima foi de R$ 8,55 e a mínima de R$ 8,27, com volume negociado de R$ 2,75 milhões. O Ibovespa também tinha queda, de 0,33%, aos 104.715 pontos.

Na visão da XP, a companhia está em plena condição de retomar seu crescimento depois de passar por um longo processo de reestruturação iniciado em 2016, em que a empresa adotou diversas iniciativas para melhorar as operações e a governança corporativa.

Além disso, a corretora acredita que há espaço para valorização com a captura de diversos ganhos de eficiência no curto prazo.

A Pague Menos é a terceira maior rede de drogarias do Brasil, líder nas regiões norte e nordeste. A estimativa da XP é que sejam abertas 500 lojas entre 2021 e 2025, principalmente nestas regiões. Com isso, pela experiência na abertura e gestão de lojas nessas regiões, a XP espera crescimento médio anual de receita de 12% entre 2020 e 2025.

Para Ebitda, a previsão da XP é de 6,5% em 2025, com crescimento médio anual de 24% entre 20202 e 2025.

Segundo a XP, há três principais fatores que podem fazer com que a ação tenha uma performance melhor do que a prevista: o Clinic Farma, iniciativa para fornecer serviços de saúde nas farmácias que aumenta a fidelização a frequência e os gastos dos consumidores; vendas de marca própria; e a maior penetração digital.

Do outro lado, a corretora enxerga três grandes riscos: concorrência, execução e benefícios fiscais, que podem não ser renovados.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: