Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
OURO

Ouro estável pouco abaixo de US$ 1.800 em meio a alta nos ativos de risco

06 julho 2020 - 19h17Por Investing.com

Por Barani Krishnan

Investing.com - O ouro manteve-se estável logo abaixo dos US$ 1.800 bar na segunda-feira (6), com uma recuperação das ações que limitou os aumentos nas ofertas para o metal amarelo.

Os contratos futuros de ouro dos EUA para entrega em agosto na Comex tinham alta de US$ 5,60, ou 0,3%, a US$ 1.795,60. Na semana passada, o ouro para agosto atingiu US$ 1.803,95, máxima para um contrato de referência na Comex desde o pico histórico de US$ 1.911,60 estabelecido em setembro de 2011.

O ouro à vista subia US$ 10,63, ou 0,6%, a US$ 1.786,62 às 17h19 (horário de Brasília). O indicador em tempo real dos preços do ouro chegou a US$ 1.789,48 na semana passada, um pico desde a alta recorde de US$ 1.920,85 alcançada em setembro de 2011.

O ouro se estabilizou, com os principais índices de ações de Wall Street subindo até 2% cada, em um rali de ações que passou também pela Ásia e pela Europa.

"Em metais preciosos, quase todas as sessões de negociação nos últimos meses dão uma sensação de déjà vu, já que os traders vendem agressivamente o metal amarelo em resposta ao risco, apenas para vê-lo subir logo depois", disse a TD Securities em nota.

"Esse comportamento comercial é totalmente consistente com a nossa tese de mercado - de que o ouro está no meio de uma mudança de regime, passando da negociação como um ativo porto-seguro para um produto de proteção contra a inflação", afirmou.

"As expectativas de inflação a longo prazo estão aumentando em sincronia com o comportamento de risco, enquanto as taxas de volume permanecem profundamente limitadas em meio a políticas de apoio excessivo, alimentando um processo que pesa sobre os rendimentos reais."

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: