Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Via Varejo

Mesmo revertendo prejuízo com lucro de R$ 13 mi, Via Varejo cai

14 maio 2020 - 12h48Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - O sentimento de aversão a risco predominante na sessão desta quinta-feira (14) na B3 derruba as ações da Via Varejo, mas com perdas menores que o Ibovespa hoje. O desempenho menos pior do papel ocorre depois de a companhia reverter prejuízo de R$ 50 milhões e registar lucro líquido de R$ 13 milhões nos três primeiros meses do ano. O consenso de mercado projetava perdas de R$ 228 milhões. Os números foram divulgados na noite de ontem e enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) após o fechamento do mercado. Por volta das 12h45, os papéis VVAR3 perdiam 0,55% a R$ 9,09. No primeiro trimestre, a receita líquida da companhia chegou a R$ 6,339 bilhões, o que representa uma variação de 0,1% sobre os resultados de igual período de 2019. Os analistas previam R$ 7,69 bilhões. O GMV total ficou em R$ 7,84 bilhões, sendo R$ 2,12 bilhões do e-commerce. No online, as vendas diretas somaram GMV R$ 1,65 bilhões, enquanto o marketplace totalizou GMV R$ 465 milhões. A penetração do online subiu de 19,1% para 27,0% na comparação anual. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) avançou para R$ 563 milhões de janeiro a março deste ano, com margem Ebitda de 8,9%. No mesmo período de 2019, o Ebitda foi de R$ 434 milhões e a margem Ebitda, de 6,9%. O mercado projetava R$ 461 milhões e 6%.

Avaliação dos analistas

O UBS avalia que os resultados da receita foram mais fracos do que o esperado devido aos impactos do COVID-19, mas Via Varejo mostrou um forte controle de custos, o que permitiu à empresa melhorar a lucratividade. Para o Banco do Brasil Investimentos (BB-BI), os resultados da Via Varejo foram positivos. Mesmo diante de um cenário muito desafiador por ocasião da pandemia do Covid-19 e consequente fechamento de suas lojas físicas a partir de meados de março, a companhia foi capaz de entregar margens maiores e avanços expressivos no canal online. Dadas todas as iniciativas em andamento citadas pela companhia e algumas elencadas neste relatório, os analistas acreditam que a Via Varejo está rapidamente encurtando o gap existente entre ela e os principais players do canal online, o que traz maior segurança quanto à sua capacidade de ser um grande omnicanal do varejo focado também em soluções digitais como meios de pagamento e super app. Até que a equipe do BB-BI possa incorporar os resultados do 1T20 e atualizar as projeções de crescimento para a Via Varejo, foi mantida a recomendação Market Perform e preço-alvo de R$ 7,80.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: