segunda, 29 de novembro de 2021
Magazine Luiza resultados

Após abrir em baixa, Magazine Luiza opera em leve alta com fortes resultados do 3T20

10 novembro 2020 - 11h19Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - As ações ordinárias do Magazine Luiza (SA:MGLU3) operavam com leve alta nesta terça-feira na B3, abaixo dos ganhos do Ibovespa no momento da escrita. O desempenho vem após a maior varejista do país apresentar “resultados muito fortes”, segundo analistas da XP Investimentos, com alta anual de 81,2% nas vendas totais do terceiro trimestre e lucro líquido de R$ 206 milhões no terceiro trimestre.

Os papéis eram negociados com alta de 0,26% a R$ 26,52 por volta das 11h15. O Ibovespa subia 0,57% a 104.101 pontos.

Em relatório assinado pelo analista Marco Nardini, a XP diz que a receita líquida de R$ 8,3 bilhões da companhia veio 20% acima das estimativas da corretora, puxada por uma performance “impressionante do varejo físico além de um crescimento ainda sólido do e-commerce”.

Segundo o relatório, a queda da margem bruta por conta da maior participação do digital nas vendas foi parcialmente compensada por despesas comerciais, gerais e administrativas em um dos menores patamares da história como porcentagem da receita, “explicado por ganhos com a omnicanalidade e alavancagem operacional.”

E-commerce impactou margem do Magazine Luiza

O Magazine Luiza divulgou ontem, após o fechamento do mercado, lucro líquido de R$ 206 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 12,4% em relação ao mesmo período de 2019. No critério ajustado, a varejista teve ganhos de R$ 216 milhões, avanço de 69,6% em relação ao apresentado um ano atrás. O ajuste desconsidera o crédito fiscal reconhecido no terceiro trimestre de 2019 e outros dados não recorrentes.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 546,1 milhões entre julho e setembro, uma alta de 9% na comparação anual. No critério ajustado, o indicador ficou em R$ 561,2 milhões, alta de 41,2%. Enquanto isso, em razão da maior penetração do e-commerce, a empresa diminuiu sua margem bruta ajustada de 30,6% para 26,2%. A queda, segundo escreve a companhia na divulgação de resultados, tem a ver com a maior participação das vendas online no total.

As vendas totais da companhia, atingiram R$ 12,3 bilhões no terceiro trimestre, alta de 81,2% em relação ao registrado um ano atrás. E o e-commerce representou 66,3% das vendas do trimestre, ante 48,3% um ano atrás.

Nos últimos 12 meses, o Magazine Luiza aumentou sua posição de caixa líquido ajustado em R$ 5,3 bilhões, passando de uma posição ajustada de R$ 600 milhões em setembro de 2019 para R$ 5,9 bilhões ao fim do mesmo mês de 2020. A empresa encerrou o trimestre com uma posição total de caixa de R$ 7,6 bilhões, considerando caixa e aplicações financeiras de R$ 2,9 bilhões mais R$ 4,7 bilhões em recebíveis de cartão de crédito.

Com informações do Estadão Conteúdo

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content