Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
ações

Lucro da Cosan avança 14,5% no 1º tri; ações operam com leve desvalorização

14 maio 2019 - 12h31Por Investing.com
Investing.com - A empresa de infraestrutura e energia Cosan (SA:CSAN3) informou nesta segunda-feira que registrou lucro líquido de 395,7 milhões de reais no primeiro trimestre, alta de 14,5% na comparação anual. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou 1,4 bilhão de reais, aumento de 21,4% no comparativo anual. Desta forma, os papéis são negociados com queda de 0,18% a R$ 44,41. A Cosan, sócia da Shell na joint venture Raízen, informou que a sua unidade de produção de açúcar e etanol fechou a temporada 2018/19 (encerrada em março) com moagem de 59,7 milhões de toneladas de cana, queda anual de 2%, com redução de 6% da produtividade do canavial. Já a produção de açúcar equivalente caiu 3 por cento na safra, com foco na maximização da fabricação do etanol, atingindo um nível recorde de 52% do mix (versus 45% em 2017/18), capturando uma maior rentabilidade frente ao adoçante.

Você quer investir em ações da Cosan? Abra uma conta na Órama e comece a investir!

O BTG Pactual (SA:BPAC11) avalia que os números apresentados vão reforçar a tese do banco de que o ativo merece uma reclassificação. A equipe reitera que o papel segue como Top Pick no setor de distribuição de combustíveis, com um rendimento de 8%, o que parece, para os analistas, excessivamente descontado considerando sua execução superior, entrega consistente e história de alocação de capital que está pronta para o crescimento. O banco também lembra aos investidores que CZZ é uma opção potencialmente ainda mais convincente, dados os impactos que uma reestruturação de acionistas (poderia ter sobre o CSAN. O preço-alvo de Cosan é de R$ 57 e da CZZ de US$ 19. No geral o resultado foi bom, ligeiramente acima da expectativa e esperamos resultado ainda melhores no 2S19 e em 2020, com a recuperação da economia. O guidance da empresa é de um Ebitda consolidado para o ano de 2019 entre R$ 5,6 bi a R$ 6.0 bi, em linha com a estimativa que trabalhamos de R$ 5,6 bi, ou seja, no mínimo do range esperado pela empresa. A corretora segue recomendando a compra, com upside de 18,3%
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: