sexta, 03 de dezembro de 2021
linx totvs

Linx contrata BR Partners para analisar proposta da Totvs; ações recuam

08 setembro 2020 - 16h33Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Na parte da tarde desta terça-feira, as ações da Linx (SA:LINX3) recuavam na B3. A empresa de tecnologia informou que contratou a BR Partners para elaborar uma ‘fairness opinion’ ao comitê independente constituído para analisar propostas de combinação de negócios envolvendo a companhia, entre elas a da Totvs (SA:TOTS3), recebida na semana passada, segundo comunicado nesta terça-feira.

Assim, por volta das 16h30, os ativos da Linx perdiam 1,79% a R$ 35,19 e os da Totvs somavam 1,12% a R$ 27,92. Já a Stone cedia 1,52%, na Nasdaq, a US$ 49,24.

A Totvs anunciou na última terça-feira uma oferta para pagar uma multa de 100 milhões de reais para a Linx, caso a proposta que fez para fusão seja vetada posteriormente pelo órgão antitruste Cade. De acordo com a Linx, os membros do comitê independente receberam a proposta na sexta-feira.

O anúncio ocorreu após a Linx assinar novos termos de acordo vinculante com a StoneCo.

Minoritários

A disputa para a aquisição da Linx segue a todo vapor. Agora, os acionistas minoritários pedem que a companhia apresente as propostas de venda do controle na mesma assembleia de acionistas. O objetivo é que sejam analisadas as ofertas da Stone e da Totvs e deixar a escolha pra os acionistas. As informações são da edição desta terça-feira da Coluna do Broad, do Estadão.

De acordo com a publicação, existe um receio que apenas a proposta realizada pela Stone seja apresentada, depois de aumentar na última semana o valor a ser pago, mas mantendo pontos polêmicos, com o acordo de não competição. A oferta representa, na prática, o pagamento de um prêmio aos fundadores, o que é vetado a empresas que participam do Novo Mercado da B3, como é o caso da Linx.

A proposta da Stone já foi aprovada por acionistas e protocolada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) dos Estados Unidos, a SEC. Stone e Linx têm ações listadas por lá.

Na outra ponta, a Totvs informou nesta semana que o formulário F-4 para ser enviado à SEC está em fase avançada. Assim, não há “nenhum obstáculo existente para que sejam atendidos o melhor interesse dos acionistas da Linx”. Para ela, é “fundamental que as propostas disponíveis sejam submetidas simultaneamente na mesma assembleia geral, no contexto dos deveres fiduciários dos conselheiros independentes e da preservação do pleno direito de escolha dos acionistas da Linx”.

A coluna informa que a Stone afirma que a garantia dos contratos de “não competição” e “não aliciamento” dos acionistas fundadores da Linx “tem valor relevante para todos os acionistas da companhia combinada, ao assegurar que aqueles não criem novos empreendimentos, trabalhem para concorrentes ou recrutem executivos-chave da companhia”.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content