Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
IPO Triple Play

IPO Triple Play: Suno Research recomenda a entrada de investidores

13 outubro 2020 - 09h44Por Redação SpaceMoney

Prevista para terminar nesta terça-feira (13), a Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês) da Triple Play pode arrecadar R$ 1,3 bilhão por meio da emissão de 93 milhões de ações. Com preço médio de R$ 14,00 por cota, a operação realizada pela empresa do setor de telecomunicações é vista como arriscada, mas com bom potencial de retorno, pela casa de análises Suno Research.

Em um relatório divulgado na última quarta-feira (07), a Suno recomenda a entrada dos investidores no IPO e destaca o nicho no qual a Triple Play está inserida. São 26 pequenas e médias cidades brasileiras nas quais os grandes players da fibra ótica tradicionalmente não estão presentes, além do plano de manter o crescimento com aquisições de outras empresas.

Apesar de ressaltar os pontos positivos da oferta, o relatório aponta também para o risco de consolidação no setor. A capacidade grande de investimento de outros players pode dificultar a aquisição de boas empresas no futuro e consolidar um oligopólio em fibra ótica. A Oi, por exemplo, que tem a maior rede da tecnologia no Brasil, encontra-se em um período de restrição; porém, segundo a Suno, esse cenário deve mudar nos próximos anos.

Confira vantagens do IPO

Entre os pontos positivos desse IPO, o relatório destaca que a companhia tem alto índice de satisfação entre os clientes. A internet oferecida através de sua rede de FTTH (do inglês Fiber-to-the-home, ou Fibra para o lar) atinge maior velocidade em relação a concorrência. Cerca de 81% de seus 315 assinantes residenciais 15 mil empresas têm acesso à velocidade de 50Mbps e 34% de, no mínimo, 100Mpbs. 

Além disso, o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) oferecido pela Triple Play alcança bons resultados nas pesquisas de satisfação do consumidor. Duas de suas subsidiárias figuraram entre o primeiro e segundo lugar nas pesquisas realizadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) no Rio Grande do Norte e Ceará entre 2015 e 2018.

O relatório evidencia também o histórico de nove aquisições bem-sucedidas por parte da companhia. A mais recente, da Outcenter, marcou o início das operações da Triple Play na Bahia. Essa forma de crescimento inorgânico será mantida após o IPO; cerca de 84% dos recursos obtidos terão como destino a compra de novas empresas e expansão da rede de fibra ótica.

Por último, a Suno indica também que, graças ao bom desempenho, há probabilidade média ou alta de venda e integração da Triple Play a uma companhia maior no futuro. Para a casa de análises, o acontecimento traria aos acionistas um prêmio relevante a longo prazo.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: