quinta, 02 de dezembro de 2021
Ibovespa

IBOVESPA VIRA PARA LEVE ALTA, ENQUANDO DÓLAR CAI PARA R$ 5,32

03 julho 2020 - 11h14Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava em alta durante o pregão desta sexta-feira (03), após abrir em queda. Sem pregão nos EUA, os investidores avaliam os novos dados econômicos e a evolução da pandemia.

Por volta das 11h10, os ganhos eram de 0,07%, aos 96.304 pontos.

Enquanto isso, o dólar caía. A moeda norte-americana registrava desvalorização de 0,59%, cotada a R$ 5,328.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje:

Mercados internacionais

Ásia (encerrados)

  • Nikkei 225 (Jap): 0,66% ↑
  • Shangai Composite (Chi): 2,01% ↑

Europa

  • DAX 30 (Ale): 0,54% ↓
  • FTSE 100 (Ing): 1,30% ↓
  • CAC 40 (Fra): 0,79% ↓

Nos EUA, as bolsas ficam fechadas hoje, devido ao feriado do Dia da Independência, mas os futuros operam apontando para leves perdas, na casa de 0,3%.

Coronavírus

Sem as bolsas norte-americanas operando e menor liquidez global, o foco deve voltar ao estágio da pandemia ao redor do mundo, que aponta para repique de casos em países que já abriram suas economias, como os Estados Unidos. No Brasil, já são mais de 1,5 milhão de contaminados.

Apesar das boas notícias da vacina da Pfizer durante a semana, Regeneron e Sanofi anunciaram que um medicamento para artrite não se mostrou eficaz na recuperação de coronavírus.

Dados econômicos

O PMI (índice de gerente de compras, na sigla em inglês) europeu se recuperou em junho, subindo de 39,4 para 47,4. França e Espanha surpreenderam positivamente. Enquanto isso, o setor de serviços na China atingiu máxima em 10 anos para o mês de junho, com PMI a 58,4.

EUA x China

Com a nova lei de segurança nacional em Hong Kong, as tensões entre EUA e China se renovaram. Ontem, autoridades do país asiático afirmaram que adotarão medidas em represália não apenas aos Estados Unidos, mas também Reino Unido e Austrália, caso estes países seguissem com sanções contra a nova lei.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content