Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa futuro

Ibovespa futuro inicia com ganhos seguindo melhora da cena externa

17 julho 2020 - 09h40Por Investing.com

Por Gabriel Codas - Investing.com - A jornada desta sexta-feira começa com ganhos para o índice futuro do Ibovespa, de 0,52% aos 101.295 pontos às 09h10, com o dólar mantendo a tendência de queda a o recuar 0,11% a R$ 5,3254.

O dia deve ser marcado por uma agenda fraca, com os índices futuros de Wall Street passando a subir depois de uma madrugada negativa, embora com os investidores atentos com o desenvolvimento das tensões entre EUA e China. Além disso, as atenções continuam voltadas para os balanços de empresas na maior economia do mundo.

Os analistas seguem otimistas com sinais de progresso com as vacinas da Moderna Inc (NASDAQ:MRNA) e da Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca (LON:AZN), o que também ajuda a ditar a suspensão parcial da cautela, ainda que o crescente número de casos de Covid-19 e a animosidade entre as duas maiores economias do mundo permaneça no radar.

- Cenário Interno

IGP-M

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) acelerou a alta a 2,02% na segunda prévia de julho, de 1,48% no mesmo período do mês anterior, com os preços ao consumidor retomando a alta, informou nesta sexta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, registrou avanço de 2,72% no período, de alta de 2,20% antes.

As Matérias-Primas Brutas registraram na segunda prévia de julho alta de 5,52%, depois de subirem 2,90% no mesmo período do mês anterior.

Para o consumidor os preços voltaram a ficar mais caros, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, passou a subir 0,49%, de uma queda de 0,14% na segunda prévia de junho.

Coronavírus

O Brasil ultrapassou nesta quinta-feira a marca de 2 milhões de casos de coronavírus, com a contabilização de 45.403 novas infecções no dia, elevando a contagem total no país a 2.012.151, informou o Ministério da Saúde.

Em relação ao número de óbitos em decorrência da Covid-19, foram registradas mais 1.322 mortes, fazendo com o que o total no país atinja 76.688, segundo o ministério.

O país levou apenas 27 dias para chegar à marca de 2 milhões de casos da doença após o registro do primeiro milhão, em 19 de junho, diante de uma aceleração no avanço dos casos. A primeira infecção foi confirmada em 26 de fevereiro.

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos e mortes por Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos.  Estado mais afetado pela doença no país, São Paulo ultrapassou os 400 mil casos da doença, totalizando 402.048 infecções e 19.038 mortes.

Reforma Tributária

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo encaminhará ao Congresso na próxima terça-feira a primeira tranche da proposta da reforma tributária, que já está na Casa Civil.

Ao falar em live promovida pela XP nesta quinta-feira, o ministro pontuou que essa primeira fase contemplará a junção de PIS e Cofins num Imposto sobre Valor Agregado (IVA).

Ele também disse que não pode afirmar que haverá um imposto sobre transações na reforma tributária, e reconheceu que a ideia é controversa. “Se eu for começar sobre o que nos desune, vai acabar a reforma tributária antes de começar”, afirmou.

O ministro disse que não há interesse em ir para o confronto por conta do imposto sobre transações — rechaçado por diversos parlamentares, inclusive pelo presidente da Câmara (DEM-RJ), Rodrigo Maia.

Crédito

O governo editou nesta quinta-feira Medida Provisória (MP) que dá respaldo a ações anunciadas pelo Banco Central no fim de junho, num segundo pacote estruturado pela autoridade monetária para destravar o crédito em meio à pandemia de coronavírus, especialmente para as empresas de menor porte.

Com a MP, o governo abrirá a porta para uma redução do volume de capital necessário pelas instituições financeiras para manter ativos decorrentes de diferenças temporárias fiscais. Em troca do benefício, os bancos deverão conceder créditos novos para microempresas e empresas de pequeno porte, no âmbito do chamado Capital de Giro para Preservação de Empresas (CGPE), obedecendo a condições que serão estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

- Cenário Externo

China

As receitas fiscais da China subiram 3,2% em junho sobre o mesmo período do ano anterior, revertendo uma queda de 10% em maio e voltando a crescer pela primeira vez neste ano, disse o Ministério das Finanças nesta sexta-feira, em linha com a recuperação da economia.

As receitas fiscais têm gradualmente se recuperado no segundo semestre após forte queda nos três primeiros meses, disse a autoridade do ministério Liu Jinyun.

No primeiro semestre, as receitas fiscais caíram 10,8% sobre o mesmo período do ano anterior para 9,6176 trilhões de iuanes, enquanto os gastos fiscais caíram 5,8%, a 11,6411 trilhões de ienes, disse o ministério.

Zona do euro

Os preços ao consumidor na zona do euro subiram ligeiramente em junho, enquanto o núcleo da inflação que exclui componentes voláteis enfraqueceu, informou nesta sexta-feira a agência de estatísticas da União Europeia, confirmando estimativas anteriores.

A Eurostat disse que a inflação anual nos 19 países que usam o euro avançou 0,3% em junho após alta de apenas 0,1% em maio, em linha com a estimativa anterior da agência divulgada em 30 de junho.

Ainda assim, a inflação permanece bem abaixo da meta do Banco Central Europeu de abaixo mas perto de 2% no médio prazo.

Os preços de alimentos, álcool e tabaco subiram em termos anuais 3,2%, enquanto os do setor de serviço tiveram alta de 1,2% em junho. Essas leituras compensaram a queda de 9,3% nos preços de energia.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,32%, a 22.696 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,47%, a 25.089 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,13%, a 3.214 pontos.  O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,63%, a 4.544 pontos.

A sessão tem rumo indefinido na Europa, com o DAX, de Frankfurt, somando 0,23% aos 12.905 pontos, enquanto que o FTSE, de Londres, avançava 0,50% aos 6.281 pontos. Já em Paris, o CAC cede 0,21% aos 5.074 pontos.

Em Nova York,  o S&P 500 Futuros subia 12 pontos, ou 0,4%, o Nasdaq 100 Futuros subia 95 pontos, ou 0,9%, e o contrato Dow Jones Futuros subia 85 pontos, ou 0,3%.

COMMODITIES

A jornada desta sexta-feira teve, mais uma vez, um ligeiro movimento negativo para os preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para o presente calendário, cedeu 0,42% para 826,00 iuanes por tonelada, o que representa perdas de 3,50 iuanes em relação aos 829,50 iuanes de liquidação da véspera.

Em sentido oposto, o fechamento da semana de negócios teve como principal característica os ganhos nas cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato com mais liquidez, com entrega para o mês de outubro deste ano, somou 7 iuanes para 3.726 iuanes por tonelada, enquanto que o de janeiro de 2021, avançou 2 iuanes para 3.585 iuanes para cada tonelada.

No caso do petróleo, a sinalização é de um novo dia de queda nos preços internacionais. O barril do tipo Brent, de Londres, cede 0,71%, ou US$ 0,31, a US$ 43,06, enquanto que o WTI, referência negociada em Nova York, recua 0,61%, ou US$ 0,25, a US$ 40,50.

MERCADO CORPORATIVO

- Minério de ferro

A mineradora anglo-australiana Rio Tinto (LON:RIO) reportou nesta quinta-feira aumento de 1,5% nos embarques de minério de ferro no segundo trimestre de 2020 e disse que a demanda chinesa pela matéria-prima siderúrgica está melhorando à medida que a economia local se recupera da pandemia de coronavírus.

Maior companhia de minério de ferro no mundo, a Rio Tinto embarcou 86,7 milhões de toneladas no trimestre encerrado em 30 de junho, ante 85,4 milhões de toneladas registradas no mesmo período do ano anterior.

A demanda por minério de ferro se manteve resiliente neste ano, mesmo diante do desenrolar de uma recessão global, uma vez que Pequim aumentou os gastos com infraestrutura para combater o choque causado pela crise da Covid-19.

- IPO da 2W

A comercializadora 2W Energia pretende realizar uma oferta inicial de ações para levantar recursos para a construção de parques eólicos e solares no Nordeste, visando a venda da produção a clientes de pequeno e médio porte no chamado mercado livre de eletricidade, disseram fontes à Reuters nesta quinta-feira.

A operação, que pode ser registrada junto à Comissão de Valores Mobiliários (CMV) ainda nesta quinta-feira, poderia levantar cerca de 1,5 bilhão de reais para a implementação das primeiras usinas, acrescentaram as fontes, que falaram sob a condição de anonimato porque o negócio não é público.

BTG Pactual (SA:BPAC11), Credit Suisse, XP Inc e Bank of America vão coordenar a oferta de ações. A Riza Capital também está assessorando a companhia no IPO.

A 2W Energia tem como um dos sócios o ex-fundador da elétrica Renova Energia (SA:RNEW11), Ricardo Delneri. A primeira fase de projetos, no Rio Grande do Norte, poderia estar operacional até 2024. As obras de um primeiro parque eólico, com 130 MW, já foram iniciadas.

- CSN (SA:CSNA3)

A CSN anunciou nesta quinta-feira novo acordo de pré-pagamento sobre fornecimento de minério de ferro à trading Glencore (LON:GLEN), no valor de 115 milhões de dólares, recursos que vai utilizar para reduzir endividamento.

O acordo envolve fornecimento de 4 milhões de toneladas de minério de ferro em até 5 anos, informou a companhia em fato relevante ao mercado. Segundo a CSN, os valores previstos no acordo podem ser ampliados futuramente, dependendo do interesse das partes.

“O anúncio consiste em um passo adicional da companhia em direção a uma estrutura de capital saudável e sustentável, e faz parte de seu plano de desalavancagem”, afirmou a CSN.

A empresa, que divulga resultado de segundo trimestre em 5 de agosto, encerrou março com uma relação de dívida líquida sobre Ebitda ajustado de 4,78x, acima das 4,07 vezes do final de 2019 e das 3,77 vezes apuradas no primeiro trimestre de 2019.

O novo contrato ocorre um ano depois que a CSN assinou acordo com a Glencore envolvendo fornecimento de aproximadamente 10 milhões de toneladas de minério de ferro em cinco anos por um valor de 250 milhões de dólares.

- Usina Coruripe

A produtora de açúcar e etanol Usina Coruripe processou em suas quatro unidades de Minas Gerais um total de 4,64 milhões de toneladas de cana no primeiro trimestre da temporada 2020/21 (abril a junho), resultado 4,74% superior ao previsto no início da safra e levemente acima dos 4,62 milhões processados em igual período do ano passado, informou a empresa nesta quinta-feira.

Em um momento em que a fabricação de açúcar avança no Brasil em detrimento do etanol, cujo mercado foi fortemente impactado pela pandemia de coronavírus, a Coruripe —tradicionalmente mais voltada para o adoçante— produziu 329,6 mil toneladas de açúcar no período, alta de 28% na comparação anual.

Segundo a empresa, os preços do açúcar obtidos no trimestre foram “bem superiores ao orçamento e aos obtidos na safra anterior”, o que contribuiu para que, com um avanço nas vendas, o lucro operacional atingisse 91,2 milhões de reais no período, ante 15,7 milhões de reais previstos e 17 milhões de reais em mesma época da safra anterior.

- Petrobras (SA:PETR4)

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse nesta quarta-feira que a retomada do consumo de combustíveis no Brasil, nos últimos dois meses, impedirá a companhia de manter os níveis de exportação de petróleo para a China em patamares históricos.

Em abril, a estatal quebrou seu recorde de vendas externas com dois terços do volume destinado ao país asiático.

Com a recuperação do consumo no Brasil, uma parte maior da produção voltou a ser redirecionada para refinarias nacionais, disse o executivo em entrevista à Bloomberg TV.

- Raízen

Inaugurado há cerca de dois meses em plena pandemia, o terminal da Raízen no porto de Itaqui, em São Luís, já começou a receber navios com combustíveis, em projeto que deve ampliar a importação de diesel do país e a distribuição de produtos para o Norte e Nordeste, disseram executivos da companhia à Reuters nesta quinta-feira.

Com investimento de 200 milhões de reais, o novo terminal com capacidade para movimentar 1,5 bilhão de litros de combustíveis por ano, podendo armazenar até 80 milhões de litros, está conectado a ferrovias, o que garante que a Raízen também poderá transportar etanol e biodiesel do Centro-Oeste com menores custos.

Concebido a partir do momento em que a Petrobras passou a praticar preços de mercado para derivados de petróleo no Brasil há alguns anos, o terminal promete ter eficiência para “desafiar” refinarias, mesmo após algumas delas passarem para controle privado, como indica o plano de desinvestimento da petroleira estatal.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

Ainda se recuperando da Covid-19, o presidente da República tem como único compromisso público oficial nesta sexta-feira uma conversa, por videoconferência, com o ministro da Secretaria-Geral, Jorge Antonio de Oliveira.

- Paulo Guedes

Videoconferência com o secretário especial da Receita Federal, José Tostes

- Videoconferência com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco;

- Videoconferência com o governador do Estado de São Paulo, João Doria;

- Videoconferência com o setor industrial;

- Videoconferência com os presidentes do Banco do Brasil (SA:BBAS3), Rubem Novaes, da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, do Banco Central, Roberto Campos Neto, e do BNDES, Gustavo Montezano;

- Videoconferência com o secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal.

(Com contribuição de Reuters)

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: