Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

Ibovespa futuro cai com aversão a risco sob temor de 2ª onda de coronavírus

15 junho 2020 - 09h31Por Investing.com

Por Gabriel Codas

Investing.com - O índice futuro do Ibovespa inicia a jornada desta segunda-feira com perdas de 2,61% aos 90.370 pontos às 09h13, com o dólar somando 2,1% a R$ 5,1568.

O mercado começa a semana com cautela diante da possibilidade de uma nova onde de casos de coronavírus pelo mundo, com a China retomando algumas medidas de restrições em Pequim após novos casos notificados no fim de semana apontar retorno do vírus na capital chinesa, além dos números divulgados na última semana nos Estados Unidos.

Por aqui, as atenções dos investidores estão voltadas para a reunião do Copom, na quarta-feira, que deve novamente reduzir a taxa Selic. A PNAD Contínua e dados do Varejo e do setor de Serviços também estão no radar. Os investidores brasileiros também repercutem o pedido de demissão de Mansueto Almeida da Secretária do Tesouro do Ministério da Economia.

- Cenário Interno

Coronavírus

O Brasil registrou neste domingo mais 17.110 casos confirmados do novo coronavírus e totaliza 867.624 infecções, informou o Ministério da Saúde, acrescentando que foram notificadas 612 mortes adicionais, elevando o total de óbitos no país para 43.332.

Os números de casos e mortes da Covid-19 normalmente têm queda no final de semana devido a um atraso nas notificações. Em contrapartida, costumam registrar altas na segunda ou na terça-feira, quando os dados de sábado e domingo são atualizados.

O Brasil é o segundo país do mundo com mais casos e mais mortes em consequência da Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos.

Equipe Econômica

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, está deixando o cargo, disse neste domingo à Reuters uma fonte com conhecimento direto da decisão.

A saída de Mansueto, que já era especulada desde o fim do ano passado, pode ser consumada a qualquer momento, acrescentou a fonte, que falou sob condição de anonimato. “Sim, chegou a hora”, afirmou a fonte.

“Ele iria ficar seis meses e ficou um ano e meio, um ano além do previsto”, acrescentou a fonte.

Mansueto assumiu o cargo de secretário do Tesouro Nacional em abril de 2018, ainda durante o governo de Michel Temer. Antes disso, respondia pela Secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria do Ministério da Fazenda.

- Cenário Externo

Coronavírus

Vários distritos de Pequim montaram postos de verificação, fecharam escolas e ordenaram que as pessoas passem por exames de coronavírus nesta segunda-feira após uma disparada inesperada de casos ligados ao maior mercado atacadista de alimentos da Ásia.

Depois de quase dois meses sem infecções novas, autoridades de Pequim relataram 79 casos nos últimos quatro dias, o maior foco de infecções desde fevereiro.

A volta do coronavírus mergulhou Pequim, sede de muitas grandes corporações, na incerteza no momento no qual a China tenta espantar o torpor econômico causado pela doença.

China

As fábricas da China aceleraram a produção pelo segundo mês seguido em maio, uma vez que o país retoma as atividades após a pandemia de coronavírus, embora o ganho mais fraco do que o esperado sugira que a recuperação permanece frágil.

Os dados divulgados nesta segunda-feira também mostraram contrações sustentadas nas vendas no varejo e no investimento, um sinal de que muitos setores ainda enfrentam os efeitos das paralisações em toda a economia.

“A produção industrial está no geral melhorando, mas ainda há algumas dificuldades e incertezas”, disse Jiang Yuan, autoridade da Agência Nacional de Estatísticas em comunicado.

O crescimento da produção industrial acelerou a 4,4% em maio na comparação com o um ano antes, leitura mais alta desde dezembro, mostraram dados oficiais nesta segunda-feira.

Zona do euro

O superávit comercial da zona do euro despencou em abril, quando bloqueios devido à pandemia em economias de todo o mundo reduziram os volumes comerciais, mostraram dados da agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, nesta segunda-feira.

A Eurostat disse que o superávit comercial externo dos 19 países que usam o euro caiu para 2,9 bilhões de euros em número não ajustado em abril, ante 15,5 bilhões no ano anterior, com as exportações caindo 29,3% na comparação anual e as importações diminuindo 24,8%.

Ajustado pelas oscilações sazonais, o superávit comercial da zona do euro foi ainda menor, em 1,2 bilhão de euros, uma pequena fração dos 25,5 bilhões de euros do mês anterior.

As exportações da Alemanha, a maior exportadora da Europa, caíram quase um quarto em relação ao mês anterior, enquanto as exportações cederam mais de um terço na França e na Itália.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 3,47%, a 21.530 pontos.  Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,16%, a 23.776 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,02%, a 2.890 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,20%, a 3.954 pontos.

As bolsas de valores da Europa operam com perdas nesta segunda-feira. Em Frankfurt, o DAX tem queda de 0,73% aos 11.854 pontos, com o FTSE, de Londres, cedendo 0,76% aos 6.058 pontos. Já em Paris, o CAC cai 0,69% aos 4.805 pontos.

Em Nova York, o S&P 500 Futuros era negociado em queda de 55 pontos, ou 1,8%, o Nasdaq 100 Futuros, em queda de 120 pontos, ou 1,2%. O contrato Dow Futuros caía 532 pontos, ou 2,1%.

COMMODITIES

A jornada que abriu a semana foi marcada por estabilidade nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, depois deu início positivo e de passar parte do final em território negativo, na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para o mês de setembro deste ano, não teve variação, se mantendo aos 762,50 iuanes por tonelada, mesmo valor de liquidação anterior.

Em sentido distinto, a segunda-feira teve como principal característica o recuo nas cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias da cidade de Xangai. O contrato de maior liquidez, com entrega para outubro de 2020, perdeu 25 iuanes para 3.572 iuanes para cada tonelada. Já o segundo mais negociado, de janeiro do ano que vem, perdeu 18 iuanes para 3.421 iuanes para casa tonelada.

Da mesma forma, a semana começa com queda nos preços internacionais do petróleo. Em Londres, o Brent perde 1,11%, ou US$ 0,43, a US$ 38,31. Já em Nova York, o WTI recua 1,93%, ou US$ 0,67, a US$ 35,59.

MERCADO CORPORATIVO

- CCR (SA:CCRO3)

A administradora de concessões de infraestrutura e de mobilidade urbana CCR informou nesta sexta-feira que seu conselho de administração elegeu Marco Cauduro como novo diretor-presidente da companhia.

Segundo a ata da reunião do conselho, Cauduro assumirá o cargo em 6 de julho.

Cauduro foi anteriormente presidente-executivo da Log-in Logística Intermodal.

- JBS (SA:JBSS3)

Uma juíza do Trabalho no Rio Grande do Sul determinou que a JBS afaste todos os funcionários diretos e terceirizados de fábrica no Estado por 14 dias para testes de Covid-19, segundo documento obtido pela Reuters.

A fábrica fica em Trindade do Sul (RS) e, segundo a decisão da juíza do Trabalho substituta Gilmara Pavão Segalam, dos 1.327 funcionários, “343 estão afastados (sintomáticos e contactantes, sintomáticos ou não); 162 foram testados pelo SUS, dos quais 21,6% testaram positivo, totalizando 35 casos confirmados para Covid-19, sendo 3 contactantes assintomáticos”.

Pela decisão, o afastamento é válido a partir de 13 de junho e a JBS tem que manter a remuneração de todos os trabalhadores da unidade, sob pena de multa diária de 25 mil reais.

A JBS afirmou que não comenta processos judiciais em andamento e que desde o início da pandemia “tem adotado um rígido protocolo de prevenção contra a Covid-19 na sua unidade de Trindade do Sul (RS) e em todas as suas plantas no Brasil, conforme as orientações dos órgãos de saúde e protocolo do Ministério da Saúde, Economia e Agricultura”.

- Petrobras (SA:PETR4)

A Petrobras informou a fornecedores que não vai contratar qualquer navio petroleiro que tenha visitado a Venezuela nos últimos 12 meses, disse a empresa na sexta-feira, sinalizando adesão às sanções impostas pelos Estados Unidos ao país.

Os EUA impuseram sanções este ano a petroleiros e empresas de transporte marítimo devido a negócios feitos com a Venezuela, na tentativa de reduzir as receitas obtidas com a exportação de petróleo pelo governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

O governo norte-americano anunciou que pode ampliar a lista de sanções, o que teria impacto no comércio marítimo ao inflacionar o valor dos fretes.

A Petrobras disse em nota enviada por email à Reuters que reforçou a seus fornecedores que não vai aceitar ofertas de navios que “operaram na Venezuela durante o período de sanções (12 meses)”.

Produção

As refinarias de petróleo da Petrobras tiveram boa recuperação na taxa de utilização de capacidade, com uma melhora no mercado de combustíveis no Brasil, uma queda na importação de derivados e exportações recordes de óleo combustível, especialmente do produto para navios (“bunker”), afirmou a empresa à Reuters.

As unidades de refino do país, quase que todas elas pertencentes à Petrobras, voltaram a operar no patamar de utilização de cerca de 75%, bem próximo aos 77% verificados no período anterior ao início da pandemia de coronavírus, em 15 de março, conforme o mais recente boletim do Ministério de Minas e Energia (MME), com base em informação do final da semana passada.

Mas o MME não detalhou por que a Petrobras elevou a taxa de utilização das refinarias, ainda que o consumo de combustíveis no país esteja em patamar inferior ao normal, por conta das medidas de isolamento contra o coronavírus.

Em resposta a perguntas enviadas pela Reuters, a Petrobras disse que contribuíram para uma maior utilização das refinarias as exportações de óleo combustível, “impulsionadas pelo bom preço do produto no mercado internacional, bem como a recuperação da demanda de derivados no Brasil”.

A Petrobras exportou um recorde de 1,1 milhão de toneladas de óleo combustível em maio, em desempenho que superou em 10% a melhor marca anterior, registrada em fevereiro de 2020.

- Copel (SA:CPLE6)

A Copel Comercializadora, subsidiária da estatal paranaense Copel, recebeu autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para oferecer o serviço de carregamento de gás natural no Brasil, em um momento em que o país busca atrair mais players para o setor.

Na prática, a companhia que atua no mercado livre de energia poderá negociar o transporte do gás comercializado pela empresa diretamente com os donos dos gasodutos que passam pelo país.

Em 2019, a Copel já havia obtido autorização da ANP para importar e exportar gás natural e para comercializá-lo em todo o território nacional.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

O presidente da República inicia a semana recebendo o ministro da Economia, Paulo Guedes. Na parte da tarde, se reúne com o também ministro Abraham Weintraub (Educação).

*Com contribuição de Reuters

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: