Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa futuro

Ibovespa futuro abre em alta com exterior e “paz” de Maia e Guedes

06 outubro 2020 - 09h24Por Investing.com

Por Gabriel Codas - Investing.com - O índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta terça-feira com valorização de 0,76% aos 96.852 pontos às 09h12, com o dólar recuando 0,69% a R$ 5,5389.

O mercado tem mais um dia com desempenho positivo, seja com as bolsas da Ásia, Europa e os futuros de Wall Street. Tudo isso refletindo a saída do presidente americano Donald Trump do hospital. No entanto, as incertezas quanto às eleições americanas ainda deixam um clima de cautela no ar.

Nesta terça-feira acontece os discursos de Christine Lagarde e Jerome Powell, presidentes do Banco Central Europeu e do Federal Reserve, respectivamente. Por aqui, o destaque é o encontro do ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em jantar ontem, e a promessa de aprovação das reformas estruturantes no Congresso e a criação de um programa de transferência de renda - que substitua o atual auxílio emergencial - dentro das regras do teto de gastos.

"É boa notícia no curto prazo para a agenda econômica, já que Guedes estourou pontes com o mundo político na semana passada. O diálogo entre as lideranças políticas é o primeiro passo - ainda faltam vários outros - para que uma proposta de programa social seja afinada sem que 'grosserias' fiscais sejam cometidas", avaliou a equipe de análise política da XP Investimentos na noite de segunda-feira.

- Cenário Interno

Maia e Guedes

Após desentendimentos nos últimos dias, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), saíram de um jantar com outras autoridades nesta segunda-feira trocando elogios e pedidos de desculpas e prometendo voltar a trabalhar juntos na agenda econômica do governo.

“Quero agradecer e retribuir ao Rodrigo... neste ano trabalhamos juntos no enfrentamento da pandemia”, disse Guedes, na saída do jantar promovido na casa do ministro do Tribunal de Contas da União Bruno Dantas para tentar uma reaproximação do titular da Economia com o presidente da Câmara.

Maia, por sua vez, pediu desculpas por declarações na semana passada, quando disse ter sido indelicado e grosseiro e defendeu que a situação no Brasil requer diálogo e equilíbrio.

IPC-C1

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) de setembro subiu 0,89%, ficando 0,34 ponto percentual (p.p.) acima de agosto quando o índice registrou taxa de 0,55%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,13% no ano e 4,54% nos últimos 12 meses.

Em setembro o IPC-BR variou 0,82%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 3,62%, nível abaixo do registrado pelo IPC-C1.

Nesta apuração, três das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação: Alimentação (0,76% para 2,23%), Educação, Leitura e Recreação (0,09% para 2,44%) e Vestuário (-0,42% para 0,12%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: arroz e feijão (1,02% para 10,64%), passagem aérea (2,77% para 39,19%) e roupas (-0,54% para 0,12%).

PIB

O Fundo Monetário Internacional (FMI) melhorou nesta segunda-feira suas perspectivas econômicas de 2020 para o Brasil, mas alertou que os riscos permanecem “excepcionalmente altos e multifacetados” e que a dívida do governo está a caminho de encerrar o ano em torno de 100% do Produto Interno Bruto (PIB).

O FMI agora espera que a maior economia da América Latina encolha 5,8% neste ano, muito menos que a contração de 9,1% que havia estimado anteriormente, e prevê uma recuperação “parcial” e um crescimento de 2,8% no próximo ano.

Em um documento que descreve as conclusões preliminares de uma recente visita de uma equipe ao Brasil, o FMI disse que os riscos negativos “significativos” incluem uma segunda onda da pandemia, “cicatrizes de longo prazo” de uma longa recessão e choques na confiança devido à enorme dívida pública do país.

Covid-19

O Brasil registrou nesta segunda-feira 323 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de mortes pela doença no país a 146.675, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Também foram notificados 11.946 novos casos da doença provocada pelo coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país atingindo 4.927.235. As contagens diárias tendem a ser mais baixas às segundas e domingos, em função de um represamento de testes nos finais de semana.

Segundo o ministério, o boletim desta segunda-feira não conta com os dados de Roraima, por causa de um feriado no Estado.

O Brasil é o segundo país com maior número de mortes por coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, e o terceiro em casos, abaixo dos EUA e da Índia.

- Cenário Externo

As ações europeias caíam de uma máxima em duas semanas nesta terça-feira, com uma queda nas ações de tecnologia e saúde, assim como notícias corporativas mistas, moderando o otimismo em relação a um pacote de estímulo dos Estados Unidos que impulsionou os índices de Wall Street na véspera.

Os mercados globais apresentaram um rali de alívio depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, recebeu alta do hospital onde estava sendo tratado da Covid-19, enquanto as perspectivas de um novo pacote de estímulo nos EUA pareceram melhorar.

“Embora seja mais do que possível que o caso de Covid-19 de Trump volte à mesa em algum ponto, atualmente sua dispensa deixou os mercados parecendo um pouco sem rumo”, escreveu Connor Campbell, analista financeiro da Spreadex.

BOLSAS INTERNACIONAIS

O índice Hang Seng, de Hong Kong, fechou em alta de 0,9%, a 23.946,65 pontos. Na região, o índice de ações da MSCI para a Ásia excluindo o Japão teve alta de 1,21%, enquanto o índice japonês Nikkei subiu 0,52%.

O apetite de risco dos investidores melhorou depois que Trump voltou à Casa Branca na noite de segunda-feira e disse que se sentia “muito bem”, embora um de seus médicos tenha alertado que ele pode não estar fora de perigo ainda.

Em LONDRES, o índice Financial Times somava 0,20%, a 5.954 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 0,52%, a 12.894 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,70%, a 4.906 pontos.

Em Nova York, o Dow 30 futuros subia 0,4%, enquanto os futuros do S&P 500 avançavam 0,09% e os futuros do Nasdaq caíam 0,23%

COMMODITIES

Os preços do petróleo saltaram mais de 5% nesta segunda-feira, apoiados pelo anúncio de que o presidente norte-americano Donald Trump terá alta do hospital onde está sendo tratado para Covid-19, aliado à interrupção das operações de seis campos “offshore” de óleo e gás na Noruega por causa de uma greve.

“Muitas pessoas acharam que a liquidação da semana passada foi exagerada... Houve muitas suposições”, disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Chicago.

Na sexta-feira, os preços caíram mais de 4% após a notícia de que Trump havia testado positivo para Covid-19. Mas o presidente dos EUA disse que deixará o hospital militar onde está recebendo tratamento para Covid-19 ainda nesta segunda, acrescentando que está se sentindo “realmente bem”.

Expectativas por um pacote norte-americano de estímulos no combate aos impactos econômicos da pandemia também deram apoio aos preços da commodity.

MERCADO CORPORATIVO

- Latam

Os aeronautas da Latam aceitaram que o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) inicie negociações com a empresa para a redução permanente dos salários da tripulação, na esteira da crise provocada pela pandemia. A deliberação em favor das conversas saiu na última sexta-feira, 2, com o fim de uma votação interna com os associados.

A redução de salários passou a ser permitida com a entrada em vigor da reforma trabalhista, em 2017, desde que intermediada pelo sindicato da categoria. Mas é uma prática ainda bem pouco comum. De acordo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), apenas a Latam e o SNA negociam esse tipo de corte de salários no tribunal. (leia mais abaixo).

A Latam e a categoria travam uma disputa há meses por causa do tema. Enquanto Gol (SA:GOLL4) e Azul (SA:AZUL4) negociaram com seus tripulantes reduções temporárias por causa da pandemia, a Latam quer o corte definitivo. A argumentação da empresa é que, por ser a mais antiga, tem salários superiores. A categoria, entretanto, havia negado qualquer tipo de conversa nessa direção e, no fim de julho, a Latam anunciou a demissão de 2,7 mil tripulantes.

- Dasa

O Conselho de Administração da Diagnósticos da América (Dasa - SA:DASA3 (SA:DASA3)) aprovou a aquisição de 40% do capital social do Grupo Santa Celina de titularidade de Ana Elisa Alvares Correa de Siqueira e Otávio Alberto Canto Alvares Correa. O valor não foi informado. A Dasa já tinha anunciado em junho a aquisição de 60% do capital social do Grupo Santa Celina por R$ 70,5 milhões. O grupo atua como consultoria que faz a gestão de usuários de planos de saúde.

- IPO Mateus

O Grupo Mateus decidiu nesta segunda-feira reapresentar o prospecto de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), em razão do acidente ocorrido no Mix Atacarejo, em São Luís (MA). No documento, a empresa abriu prazo para desistência até 9 de outubro aos investidores não institucionais que já apresentaram seu Pedido de Reserva.

Diante da repercussão do ocorrido (a queda de gôndolas de produtos em cascata que levou à morte de uma funcionária), a empresa optou por incluir a descrição do acidente no Prospecto Preliminar da Oferta, em "Eventos Recentes". No documento, a empresa aponta na parágrafo sobre "Fatores de risco relacionados a nós", na seção 4,1, que o acidente "ocasionou efeito adverso sobre nossos negócios e imagem, podendo ainda ocasionar futuramente efeito adverso relevante adicional". O grupo destaca ainda que até o momento as causas do acidente permanecem sob investigação. Os demais termos e condições da oferta seguem inalterados.

- Terra Santa

A Terra Santa Agro, uma das maiores produtoras agrícolas do país, iniciou nesta segunda-feira o plantio de soja em solo seco em uma área de 12 mil a 14 mil hectares, de um total de cerca de 81 mil hectares com a oleaginosa que a companhia espera plantar em 2020/21.

O risco calculado de se plantar parte da safra “no pó” se deve às chuvas esperadas para a próxima semana, permitindo então a germinação, além da necessidade de realizar logo os trabalhos em muitas lavouras para posterior plantio de algodão dentro das melhores condições, disse à Reuters o CEO da companhia, José Humberto Prata Teodoro Júnior.

Para uma janela climática de plantio adequada, o algodão tem que estar semeado na segunda safra em Mato Grosso --onde a companhia possui suas unidades-- até o final de janeiro, algo que não aconteceria se houvesse mais atrasos com a soja. A Terra Santa Agro projeta semear algodão em pouco mais de 43 mil hectares e milho em 23 mil hectares em 2020/21.

“Largou hoje o plantio sem chuva nenhuma”, disse o executivo, ressaltando que em áreas de plantio direto, cuja palhada ajuda a atenuar riscos de temperaturas elevadas para as sementes, é possível plantar “no pó” quando há a expectativa de chuvas.

- IPO Sequoia

A empresa de logística Sequoia, especializada no mercado de ecommerce, movimentou 1 bilhão de reais em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), segundo informações na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A oferta primária, cujos recursos irão para a companhia, movimentou 348,1 milhões de reais, para fazer aquisições, para investir em automação e otimizar a estrutura de capital.

E a tranche secundária, papéis detidos por atuais sócios, incluindo a firma norte-americana de private equity Warburg Pincus, movimentou 652,6 milhões de reais.

A oferta saiu a 12,40 reais por ação, abaixo da faixa fixada entre 14,25 e 17,75 reais, conforme publicou a Reuters mais cedo, citando fontes.

A oferta é liderada por BTG Pactual (SA:BPAC11), Santander (SA:SANB11), Morgan Stanley (NYSE:MS) e ABC Brasil (SA:ABCB4).

- Azul

A companhia aérea Azul informou nesta segunda-feira que seu tráfego de passageiros consolidado em setembro subiu 23,5% ante agosto, estendendo a recuperação dos últimos meses.

No entanto, o número ainda foi 59,4% menor do que em setembro de 2019, refletindo os efeitos devastadores das medidas de isolamento social tomadas desde março para conter a pandemia da Covid-19.

A oferta de assentos pela companhia em setembro foi 16% maior na base sequencial, mas 57,9% mais baixa do que um ano antes. Com isso, a taxa de ocupação de 80,2%, alta de 4,8 pontos percentuais sobre agosto e queda de 3,1 pontos ano a ano.

- Marfrig (SA:MRFG3)

A Marfrig Global Foods anunciou nesta segunda-feira que acertou a compra de 100% da produtora argentina de carnes para hambúrgueres Campo del Tesoro, por 4,6 milhões de dólares.

Em comunicado, a Marfrig explicou que a empresa adquirida tem uma fábrica em Pilar, província de Buenos Aires, com capacidade para processar cerca de 15 mil toneladas/ano.

“Para a Marfrig, essa transação fortalece seu portfólio de produtos de maior valor agregado e está em linha com seu plano estratégico de crescimento”, afirmou a companhia, que tem capacidade total de 54 mil toneladas/ano de hambúrgueres na Argentina e é líder do segmento no mundo.

- Emae – SP

O governo de São Paulo avalia que o momento é favorável para o início de avaliações sobre a possibilidade de privatização de sua estatal de energia Emae, mas não há qualquer definição sobre o futuro da elétrica no momento, disse à Reuters nesta segunda-feira o secretário estadual da Fazenda, Henrique Meirelles.

As afirmações vêm após a empresa de geração de eletricidade ter informado na semana passada que o Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização recomendou ao governador João Doria (PSDB-SP) a contratação de estudos sobre a venda das ações do governo paulista na companhia.

“Evidentemente que, com a privatização do setor elétrico de São Paulo, há vários anos, restou a Emae. Então é altamente pertinente se fazer um estudo sobre isso, estamos totalmente alinhados com isso, mas não há uma decisão”, disse Meirelles.

A Emae é a última estatal paulista no setor de energia depois da venda pelo Estado de ações na Cesp (SA:CESP6) no final de 2018. A companhia foi arrematada na época por uma associação entre a Votorantim Energia e a gestora de fundos de pensão canadense CPPIB por mais de 3 bilhões de reais.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro recebe na manhã desta terça-feira o ministro Onyx Lorenzoni (Cidadania), se reunindo em seguida com o também ministro Milton Ribeiro (Educação).

Na parte da tarde, tem encontro com o governador do Acre, Gladson Cameli, fechando o dia recebendo o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

- Paulo Guedes

- Videoconferência como o secretário especial da Receita Federal, José Tostes;

- Almoço com o embaixador dos Estado Unidos, Todd Chapman;

- Reunião com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco;

- Reunião com o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Diogo Mac Cord;

- Reunião com o diretor-presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado;

- Reunião com o senador Eduardo Braga (MDB-AM).

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: