Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

Ibovespa bate novo recorde com 97.861 pontos; Vale perdeu 17% na semana

03 fevereiro 2019 - 22h34Por Angelo Pavini

O Índice Bovespa, principal referencial do mercado acionário brasileiro, bateu hoje mais um recorde nominal ao encerrar o dia em 97.861 pontos, alta de 0,48% em relação ao pregão anterior. O recorde anterior, de 97.677 pontos, foi registrado em 24 de janeiro. Com isso, o índice acumula alta de 11,35% no ano e de 14,46% em 12 meses, mantendo a tendência de alta iniciada após a eleição de Jair Bolsonaro. A expectativa do mercado é que o índice chegue aos 100 mil pontos com a confirmação da aprovação da reforma da Previdência.

Hoje, o mercado acompanhou as articulações do governo para eleger os presidentes da Câmara e do Senado. Entre os senadores, o governo conseguiu atrapalhar a candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL), ao aprovar o voto aberto, o que deve reduzir o apoio ao ex-presidente da Casa, que não é o favorito do presidente Jair Bolsonaro. Davi Alcolumbre (DEM-AP) conseguiu mudar as regras da votação e preside a sessão, mesmo sendo candidato à Presidência da Casa, com a ajuda do governo.

O otimismo interno foi limitado pelos  dados do mercado de trabalho americano, com forte criação de vagas em janeiro, apesar de firme revisão para baixo do resultado de dezembro. Segundo os dados do payroll, foram criados 304 mil postos de trabalho em janeiro, muito acima dos 165 mil esperados.    O dado chegou a limitar a alta dos mercados americanos, mas não chegou a preocupar demais os investidores brasileiros, que continuam apostando que os juros nos EUA vão subir devagar, como sinalizou o Federal Reserve, banco central americano. O Índice Dow Jones fechou em alta de 0,26%, o Standard & Poor’s 500, em 0,09% de alta e o Nasdaq caiu 0,25%. O petróleo tipo WTI negociado em Nova York subiu 2,94%, para US$ 55,37 o barril.

Vale perdeu 17,63%

No Brasil, as ações ordinárias (ON, com voto) da Vale fecharam em alta de 1,65%, fechando a semana em queda de 17,63% por conta do desastre na barragem do Córrego do Feijão em Brumadinho, Minas Gerais. Além das mortes, que já passam de 100, e dos 200 desaparecidos, a empresa deverá enfrentar processos de acionistas e dos governos federal, estadual e municipal e ainda terá de rever toda sua política de barragens. Mesmo assim, diversos analistas consideram que vale a pena comprar o papel, como mostra a alta de hoje.

Maiores altas e baixas do dia

Hoje, a ação PN, sem voto, do Bradesco devolveu um pouco da alta de ontem e caiu 1,24%. Já Itaú Unibanco subiu 0,12%. As ações da Petrobras, por sua vez, subiram, 0,86% a PN e 1,59% a ON, 1,59%. Ambev ON subiu 3,43%. As maiores altas do dia foram de Marfrig ON, com 5,26%, Weg ON, 4,19%, Ambev ON, Log Com ON 2,86% e Energias BR ON, 2,80%. As maiores baixas foram de B2W Digital ON, 3,84%, Estácio Participações ON, 2,57%, Lojas Americanas PN, 2,37%, Ultrapar ON, 2,13% e BR Malls Participações ON, 1,72%.

Bradespar caiu 17,86% na semana

Na semana, as maiores altas foram de Cielo ON, com 12,64%, Eletrobras PNB, com 10,85%, Eletrobras ON, 10,65%, Marfrig ON, 9,03% e Viavarejo ON, 8,56%. As maiores quedas da semana foram de Bradespar PN, que investe em ações da Vale, e caiu 17,86%. Vale ON ficou em segundo lugar nas perdas da semana no Ibovespa. Em seguida, Cemig PN caiu 5,38%, Cyrela Realty ON, 3,57% e Hypera ON, 3,51%.

Dólar estável e juros em queda

No mercado de dólar, a moeda americana fechou estável, em R$ 3,6580 para venda no mercado comercial. No turismo, a moeda subiu 0,20%, para R$ 3,80. No mercado de juros, as taxas voltaram a cair. O DI para janeiro de 2020 fechou em 6,36%, ante 6,38% na véspera. O DI para janeiro de 2021 passou de 7,01% para 6,95% e para janeiro de 2023 caiu de 8,11% para 8,04%. O DI para janeiro de 2025 encerrou em 8,55%, ante 8,64% ontem. O post Ibovespa bate novo recorde com 97.861 pontos; Vale perdeu 17% na semana apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: