domingo, 16 de janeiro de 2022
Mercado de ações

Goldman vê risco em possível junção da Azul e Latam e mantém indicação neutra

Segundo relatório, analistas destacam que juntas as companhias aéreas teriam mais de 60% do mercado brasileiro

29 novembro 2021 - 19h16Por Investing.com

Investing.com - O Goldman Sachs Group Inc (NYSE:GS) (SA:GSGI34) mantém a sua avaliação como neutra para as ações da Azul (SA:AZUL4), após as notícias recentes sobre a possibilidade de fusão com a Latam. O preço-alvo permanece em R$ 36,40, com base no EV/Ebitda de 2023 em 7,0x.

Segundo o relatório, apesar da proposta de combinação dos negócios trazerem alguma sinergia, os analistas destacam que juntas as companhias aéreas teriam mais de 60% do mercado brasileiro, o que poderia fazer com que a transação ficasse sujeita a uma análise extensa do CADE.

Além disso, a combinação das empresas trariam riscos de execução, na visão do Goldman Sach. Isso se soma aos fatores de riscos comuns do setor, como os preços do petróleo e combustível mais caros, demanda por viagens aéreas e preço do câmbio.

As ações da Azul fecharam o dia com valorização de 0,82%, cotadas a R$ 23,49.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content