Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa futuro

Em dia de Fed, Ibovespa futuro abre a sessão com alta de mais de 1%

10 junho 2020 - 09h45Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - O índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta quarta-feira com alta de 1% aos 97.475 pontos, com o dólar comercial cedendo 1,06% a R$ 4,8472. O mercado começa o dia com cautela, a preocupação sobre o ritmo da recuperação da economia global em meio a pandemia do novo coronavírus, após alerta emitido pela Organização para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento (OCDE). Além disso, os Estados Unidos alertaram a Covid-19 está longe de ser uma questão resolvida. O destaque do dia fica para a reunião do Federal Reserve, que além de divulgar a decisão sobre os juros no país, vai também dar sinais da forma que irá atuar para estimular o crescimento da economia. No cenário interno, na véspera do feriado de Corpus Christi, o principal destaque são nos números da inflação oficial, afetada também pela forte desaceleração da economia no Brasil. - Cenário Interno IPCA O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio foi de -0,38%, enquanto a taxa registrada em abril foi de -0,31%. Essa é a menor variação mensal desde agosto de 1998 (-0,51%). No ano, o IPCA acumula queda de 0,16% e, nos últimos doze meses, alta de 1,88%, abaixo dos 2,40% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2019, a taxa havia ficado em 0,13%. Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco tiveram deflação em maio. O maior impacto negativo do mês, -0,38 ponto percentual (p.p.), veio dos Transportes, cuja queda de 1,90% foi menos intensa que a de abril (-2,66%). Outros destaques foram Vestuário e Habitação, que recuaram 0,58% e 0,25% respectivamente. No lado das altas, Artigos de residência subiu 0,58% ante o recuo do mês anterior (-1,37%). Alimentação e bebidas (0,24%) desacelerou em relação a abril (1,79%). Os demais ficaram entre a queda de 0,10% em Saúde e cuidados pessoais e a alta de 0,24% em Comunicação. OCDE A economia global sofrerá a maior contração em tempos de paz em um século antes de ressurgir no próximo ano da recessão provocada pelo coronavírus, afirmou a OCDE nesta quarta-feira. Ao atualizar sua perspectiva, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) passou a prever que a economia global vai contrair 6,0% este ano e irá se recuperar com um crescimento de 5,2% em 2021, desde que o surto seja mantido sob controle. Entretanto, a OCDE disse que um cenário igualmente possível de uma segunda onda de contágio este ano pode levar a uma contração econômica global de 7,6%, antes de crescer apenas 2,8% em 2021. Coronavírus O Brasil registrou mais 32.091 casos de coronavírus nas últimas 24 horas, totalizando 739.503, e 1.272 novas mortes, o que eleva o total de óbitos para 38.406, informou nesta terça-feira o Ministério da Saúde em sua plataforma online, que voltou a apresentar dados completos sobre a pandemia após decisão judicial. O balanço foi o primeiro divulgado pela pasta depois da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que determinou ao ministério que divulgasse a íntegra dos dados referentes ao novo coronavírus, da forma como vinha sendo realizado até 4 de junho. O Ministério da Saúde havia decidido na última sexta-feira divulgar apenas as contagens de novos casos e óbitos no país, sem os dados totais e ocultando diversas informações, além de adiar a apresentação para as 22h, mas voltou ao sistema antigo após a ordem de Moraes. Nesta terça-feira, os dados totais foram divulgados por volta das 19h, com registros consolidados às 18h30. - Cenário Externo Europa Autoridades do Banco Central Europeu estão elaborando um esquema para lidar com potencialmente centenas de bilhões de euros em empréstimos inadimplentes na esteira do surto de coronavírus, disseram à Reuters duas fontes familiarizadas com o assunto. O projeto, que ocorre num momento em que a Europa está mobilizando trilhões de euros para reforçar a economia da região, tem como objetivo proteger os bancos comerciais de quaisquer segundas consequências da crise caso o aumento do desemprego não permita a renda necessária para o pagamento de empréstimos. Uma das pessoas familiarizadas com o plano disse que o BCE montou uma força-tarefa para analisar a ideia de um “banco ruim” para armazenar dívidas em euro não pagas e que o trabalho no esquema se acelerou nas últimas semanas. China Os preços ao produtor na China registraram em maio a maior queda em mais de quatro anos, destacando a pressão sobre o setor industrial conforme a pandemia de Covid-19 reduz o fluxo comercial e a demanda global. A crise do coronavírus afetou o comércio para os principais mercados exportadores da China, incluindo Estados Unidos e Europa, ampliando a pressão para as perspectivas de investimento e empregos na indústria na segunda maior economia do mundo. O índice de preços ao produtor recuou em maio 3,7% sobre o ano anterior, informou a Agência Nacional de Estatísticas nesta quarta-feira, maior recuo desde março de 2016. A expectativa em pesquisa da Reuters era de deflação de 3,3%, após recuo de 3,1% em abril. EUA O Federal Reserve finaliza sua reunião de política monetária nesta quarta-feira com as atenções passando de sua forte resposta à pandemia de coronavírus para planos ainda em desenvolvimento para fortalecer e alongar a recuperação econômica. O relatório de emprego que mostrou criação de 2,5 milhões de vagas de trabalho em maio surpreendeu economistas com a velocidade com que as empresas começaram a recontratar trabalhadores dispensados em massa já que os esforços de contenção do vírus forçaram empresas a fechar e os consumidores a ficar em casa. Embora seja uma forte de otimismo, autoridades do Fed têm sido unânimes em dizer que as estatísticas econômicas por enquanto são menos importantes do que o avanço na crise de saúde. A economia está oficialmente em recessão que começou em fevereiro, e as autoridades concordam que os riscos permanecerão altos até que esteja claro que uma segunda onda de infecções não forçará as pessoas a voltarem ao isolamento. BOLSAS INTERNACIONAIS Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,15%, a 23.124 pontos.  Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,03%, a 25.049 pontos.  Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,42%, a 2.943 pontos.  O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,18%, a 4.039 pontos. A quarta-feira é mais uma vez negativa para os mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX recua 0,27% aos 12.584 pontos, enquanto que em Londres as perdas são de 0,07% aos 6.331 pontos. Já em Paris, o CAC tem desvalorização de 0,25% aos 5.082 pontos. COMMODITIES A jornada desta quarta-feira foi marcada por nova importante queda nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de operações, e data de vencimento para o mês de setembro deste ano, cedeu 1,43% para 759,50 iuanes por tonelada, o que representa uma perda 11 iuanes em relação aos 770,50 iuanes de liquidação da véspera. Na mesma direção, a sessão teve como principal característica o recuo das cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na bolsa de mercadorias da cidade de Xangai, também na China. O contrato com mais liquidez, com data de entrega para o mês de outubro de 2020, teve desvalorização de 16 iuanes para um total de 3.587 iuanes para cada tonelada. Enquanto que o de janeiro de 2020, segundo em negócios, perdeu 15 iuanes para 3.430 iuanes por tonelada. O movimento também é negativo para os preços internacionais do petróleo. Em Londres, o barril do tipo Brent cede 1,99%, ou US$ 0,80, a US$ 40,38, enquanto que em Nova York, o WTI recua 2,49%, ou US$ 0,96, a US$37,98. MERCADO CORPORATIVO - Santander O Santander Brasil (SA:SANB11) negou nesta terça-feira que tenha planos de reduzir seu quadro de funcionários em cerca de 20% do total, embora tenha admitido ter feito demissões pontuais. “Essa informação não é verídica”, afirmou o banco em comunicado. Mais cedo, a edição online do jornal Folha de S.Paulo publicou que a filial no país do espanhol Banco Santander preparava a demissão de cerca de 9,4 mil funcionários, o que representa cerca de 20% do quadro de empregados da instituição no país. No balanço de resultados do primeiro trimestre, o Santander Brasil afirmou que tinha 47.192 funcionários até o fim de março. De acordo com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, o banco demitiu 15 funcionários da área de asset management em São Paulo, além de outros seis da financiadora Aymoré. “Na mesa de negociações, o banco se comprometeu a não fazer demissões até o final da pandemia do coronavírus, assim como estão fazendo os demais bancos”, disse à Reuters a presidente do sindicato, Ivone da Silva. No comunicado, o Santander Brasil afirmou que fez parte do movimento de empresas chamado Não Demita, mas que o compromisso valia até o final de maio. - Eletrobras (SA:ELET3) O Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (CPPI) vai deliberar na quarta-feira sobre o relatório do Comitê Interministerial que trata do modelo operacional e jurídico para viabilização da usina nuclear de Angra 3, cujas obras estão paralisadas aguardando uma solução para a retomada do empreendimento. A informação consta de nota divulgada nesta terça-feira pela Eletrobras, que afirmou ter recebido ofício enviado pelo Ministério de Minas e Energia sobre o assunto. Pelo modelo de negócios que chegou a ser discutido, um sócio privado entraria com cerca de 20% do investimento necessário para a conclusão das obras. O país tem buscado há décadas terminar as obras da usina de Angra 3, que terá 1,4 gigawatt em capacidade quando em operação, e empresas de China, Rússia, França e Coreia do Sul estão entre as candidatas a possíveis parceiras. A construção, planejada originalmente nos anos 80 e retomada em 2009, foi paralisada no final de 2015. Agora, a expectativa é de recomeço dos trabalhos ainda neste ano, após um longo atraso causado por dificuldades financeiras da Eletrobras e investigações de corrupção. O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr., estimou no ano passado que o empreendimento ainda precisaria de investimentos superiores a 15 bilhões de reais para ser concluído, além dos mais de 10 bilhões de reais já aportados até o momento - Azul (SA:AZUL4) A demanda de passageiros por voos seguiu aumentando em maio, puxada pela aviação doméstica, afirmou a nesta terça-feira a companhia aérea Azul, que previu nova ampliação das operações em julho. A companhia citou alta de 51,6% na procura por voos no mês passado em relação a abril, enquanto a oferta da empresa subiu 44,8%. Com isso a taxa de ocupação das aeronaves da Azul no período ficou em 72%, alta de 3,2 pontos percentuais. Na aviação doméstica, a demanda subiu 49,1% enquanto a oferta avançou 40,5%, um ganho de 4,3% na taxa de ocupação, que fechou maio em 74,1%, segundo a Azul. “Encerramos o mês com 115 voos diários em dias com maior demanda, para 38 cidades, e continuamos a ajustar nossa malha na medida em que a demanda se recupera, gerando um fluxo positivo de receita, que compensa nossos custos variáveis”, disse o presidente da Azul, John Rodgerson, em comunicado. Em um documento separado, a Azul afirmou que espera aumentar o número de voos em julho para 240 decolagens diárias nos dias de maior demanda. Na sexta-feira, a rival Gol (SA:GOLL4) divulgou alta de 5% na demanda por voos domésticos em maio ante abril, mas na comparação ano a ano a procura mostrou um tombo de 92,7%. A oferta da empresa no Brasil subiu 12,1%, com a companhia elevando ampliando a malha aérea para 70 voos por dia.  - JBS (SA:JBSS3) A JBS conseguiu nesta terça-feira liminar para reabertura de fábrica de processamento de carne suína em Caxias do Sul (RS), que havia recebido determinação da Justiça do Trabalho na semana passada para suspensão das atividades por 14 dias após casos de Covid-19 serem detectados entre os funcionários da unidade. A liminar foi concedida pelo desembargador do Trabalho Roger Ballejo Villarinho, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, que afirmou que “há a demonstração de que a empresa vem adotando uma série de medidas de prevenção e combate ao Covid-19, contando inclusive com consultoria especializada, do Hospital Albert Einstein, visando à implementação de protocolos de segurança”. O desembargador ainda afirmou que a decisão anterior, de 5 de junho, que determinou o fechamento da fábrica foi “ilegal/abusiva, no quanto determina, de forma excessiva e sem suporte normativo o fechamento da unidade empresarial da impetrante pelo prazo de 14 dias”. Segundo a ação aberta por procuradores que pediam o fechamento da fábrica, 21 dos 1.700 trabalhadores da unidade contraíram coronavírus e dois foram hospitalizados. - Energia Elétrica O consumo de energia elétrica no Brasil recuou 11% em maio na comparação com igual período do ano passado, impactado pelas medidas de isolamento em função da pandemia de coronavírus, disse nesta terça-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O mercado regulado, no qual clientes adquirem energia pelas distribuidoras, registrou queda de 12% no período, enquanto o mercado livre —em que grandes consumidores (como indústrias) negociam com geradores e comercializadoras— teve retração de 10%, disse a entidade. No ambiente livre, as principais reduções foram verificadas nas indústrias automotiva e têxtil, ambos com queda de 47% no consumo, seguidas pelo setor de serviços (-38%). AGENDA DE AUTORIDADES O dia do presidente da República começa com a sessão extraordinária de apreciação das contas do Presidente da República relativas ao exercício 2019 (videoconferência). Em seguida, recebe o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e o deputado Alceu Moreira (MDB-RS), que preside a Frente Parlamentar da Agropecuária. Na parte da tarde, recebe os ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Jorge Antonio de Oliveira (Secretaria Geral da Presidência). Depois participa da 13ª Reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI). Ainda nesta quarta, recebe os ministros Braga Netto, (Casa Civil); André Luiz de Almeida (Justiça e Segurança Pública); Fernando Azevedo, (Defesa); Jorge Antonio de Oliveira (Secretaria-Geral); Luiz Eduardo Ramos, (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno, (Gabinete de Segurança Institucional). - Paulo Guedes - Acompanha o presidente Jair Bolsonaro na transmissão da Sessão Plenária Extraordinária de Apreciação de Contas do Presidente da República - Exercício 2019; - Reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro; - 13ª Reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI); - Videoconferência com instituições financeiras.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: