Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

Destaques: euro se fortalece e desemprego aumenta na Europa

19 maio 2020 - 09h18Por Investing.com
Por Geoffrey Smith Investing.com - O presidente do Fed, Jerome Powell, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, falam por teleconferência ao Senado nesta terça-feira.

O euro se fortalece e os spreads de títulos se estreitam, com os mercados saudando ao plano franco-alemão de empréstimos comuns da União Europeia a países mais fracos do bloco e regiões mais afetados pelo coronavírus, mas os dados econômicos do continente permanecem sombrios.

As ações devem abrir em baixa na realização de lucros. No Brasil, os investidores estão atentos ao feriadão na cidade de São Paulo como medida de combate à pandemia.

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na terça-feira, 19 de maio.

1. Powell e Mnuchin se apresentam ao Senado

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, vão se apresentar (remotamente) perante o Comitê Bancário do Senado sobre o tratamento de cerca de US$ 500 bilhões em programas de empréstimos de emergência.

Os dois provavelmente enfrentarão questões sobre se, como e em que circunstâncias os programas existentes poderão ser expandidos, se necessário, para fornecer mais apoio à economia.

A aparição dos dois dirigentes ocorre menos de uma semana depois que Powell sugeriu que o governo federal pode precisar fornecer mais estímulos fiscais. A Casa Branca e o Senado, controlado pelo Partido Republicano, indicaram que não acham necessário mais estímulo imediatamente, e até agora ignoraram o novo pacote de medidas de US$ 3 trilhões apresentado pela Câmara dos Deputados, controlada pela Democrata, na semana passada.

2. Euro sobe, spreads se estreitam com plano de financiamento franco-alemão

O euro se fortalece e os spreads dos títulos soberanos da zona do euro se estreitam ainda mais depois que a França e a Alemanha deram um grande passo em direção à expansão do financiamento conjunto para financiar a resposta do coronavírus à região.

Paris e Berlim haviam sinalizado pela primeira vez na segunda-feira que estavam preparados para permitir que um fundo europeu de recuperação de 500 bilhões de euros (US$ 546 bilhões) distribuísse doações, em vez de empréstimos, aos membros mais fracos do bloco. Segundo o plano, os fundos seriam arrecadados através do orçamento da UE, espalhando a carga da dívida por toda a região.

As propostas estão vinculadas a negociações mais amplas sobre um complexo pacote orçamentário plurianual, o que inevitavelmente complicará a concretização do plano.

Diferentemente do euro, o índice acionário pan-europeu Stoxx 600, que reúne as principais empresas europeias, cai 0,55% sucumbindo à realização de lucros.

Mesmo assim, o spread entre a dívida italiana e alemã de 10 anos - uma proxy aproximada do risco de ruptura da zona do euro - diminui para o menor nível em mais de um mês, junto com spreads de outros países da periferia sul da zona do euro. Vale lembrar que queda no spread  significa aumento da demanda por títulos soberanos, um sinal positivo de confiança do mercado com esses ativos.

3. Após realização de lucro na madrugada, ações devem abrir mista

O movimento de realização de lucros predominou nos índices futuros de Nova York, mas o índice Nasdaq Futuros apagou as perdas e opera com leve alta, enquanto Dow Jones Futuros e S&P 500 Futuros predominam no terreno negativo, com leves baixas.

Com isso, os mercados de ações dos EUA devem abrir mistos, seguindo a uma reação exuberante na véspera ao que ainda são apenas resultados preliminares de testes para uma possível vacina, desenvolvida pela Moderna Inc., para tratar o vírus da covid-19.

Às 7h30 (horário de Brasília), o contrato Futuros do Dow Jones 30 caía 120 pontos, ou 0,5%, enquanto o contrato futuros do S&P 500 caía 0,4% e o contrato futuros do Nasdaq 100 caía 0,2%. Já às 09h03, Dow Jones Futuros e S&P 500 Futuros caíam, respectivamente, 0,13% e 0,25%, enquanto Nasdaq Futuros subia 0,04%.

O mercado não estava indevidamente perturbado por comentários do presidente dos EUA, Donald Trump, de que ele estava tomando hidroxicloroquina, um medicamento antimalária cujos benefícios ele repetidamente elogiou, como uma medida preventiva contra a covid-19. Não há evidências médicas revisadas por pares para sugerir que o medicamento é eficaz na prevenção da doença, enquanto o FDA alertou que ele pode aumentar o risco de morte por doenças cardíacas.

4. Vendas de carros caem, desemprego sobe na Europa

O desafio enfrentado pela indústria automobilística mundial foi acentuado, já que as vendas de carros na Europa caíram 76% em relação ao ano anterior em abril.

"Com a maioria das salas de exposição em toda a UE fechadas durante todo o mês, o número de carros novos vendidos caiu de 1.143.046 unidades em abril de 2019 para 270.682 unidades no mês passado", disse o órgão da indústria ACEA. Na Espanha e na Itália, os países da UE mais afetados pela pandemia, as vendas caíram mais de 97%.

O Reino Unido, que registrou mais mortes pela pandemia do que em qualquer outro lugar, exceto nos EUA, registrou um declínio semelhante. O Reino Unido também viu os pedidos de seguro-desemprego aumentarem 70% em abril, para mais de 2 milhões.

Além disso, o indicador do sentimento econômico alemão da ZEW melhorou acentuadamente para 51 de 32 em maio, embora o sub-índice para as condições atuais não tenha melhorado conforme o esperado, caindo para -93,5 de -91,5 em abril.

5. Entidades financeiras pedem a Dória que feriado não seja antecipado  

Como medida para aumentar o índice de isolamento social para combater o avanço da pandemia de Covid-19 na cidade, a Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou a antecipação dos feriados de Corpus Christi e Consciência Negra para amanhã e quinta-feira, colocando a sexta-feira como ponto facultativo. Na esfera estadual, o governador João Dória e a Assembleia Legislativa buscam antecipar o feriado de 9 de julho para próxima segunda-feira (25).

As entidades financeiras enviaram uma carta a Dória para não haja antecipação de feriados. A B3 informou em nota que está dialogando com as autoridades diretamente ou por meio de entidades do mercado de capitais. O objetivo do diálogo, segundo a B3, é "minimizar os eventuais impactos negativos da legislação nos mercados financeiro e de capitais", ou seja, buscar a manutenção do funcionamento do pregão.

De acordo com a bolsa, é possível garantir a realização dos pregões com o trabalho remoto atingindo 95% dos funcionários e mantendo as medidas de contingência operacional adotadas há 60 dias.

Por fim, a B3 não determinou alteração das liquidações previstas para esta quarta-feira dos negócios realizados ontem.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: