Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
ações csn

CSN cai após reportar prejuízo bilionário no 1º trimestre

15 maio 2020 - 12h41Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Depois de divulgar que fechou o primeiro trimestre do ano com prejuízo líquido de R$ 1,3 bilhão, contra lucro de R$ 87 milhões de um ano antes, as ações da CSN (SA:CSNA3) operam com forte queda nesta sexta-feira na B3. O prejuízo foi abaixo do esperado pelo mercado, embora tenha mostrado quedas nas vendas de aço e minério de ferro na comparação anual, impactadas pelos efeitos da pandemia de coronavírus. Analistas, em média, esperavam prejuízo de 2,8 bilhões de reais, segundo dados da Refinitiv. Por volta das 12h40, os papéis tinham queda de  4,53% a R$ 8,01. A empresa também que reduziu sua projeção de investimento este ano em 39%, de R$ 1,8 bilhão para R$ 1,1 bilhão. O BTG Pactual (SA:BPAC11) destaca que o ritmo de desalavancagem da CSN tem sido decepcionante nos últimos trimestres. Os fundamentos do minério de ferro continuam apontando na direção certa, com preços fortes, taxas de frete muito mais baixas e fraqueza do real. No entanto, a contribuição do aço deve ser impactada em 2020 (novamente) e, consequentemente, dificultar os planos de desalavancagem da empresa. Os analistas enxergam a negociação da CSN em 6,1x EV/EBITDA 2021, que é um prêmio significativo para a Vale (SA:VALE3). A recomendação segue neutra. Já a XP Investimentos, que mantém a recomendação de compra, a CSN divulgou números em linha no 1T20, com EBITDA consolidado 1% do que esperava (-16% na comparação trimestral e -23% A/A). O destaque principal foi o menor volume de minério de ferro após fortes chuvas no período. O fluxo de caixa livre mais fraco (R$506 milhões) foi, principalmente, resultado da redução do EBITDA da mineração. Os analistas apontam o perfil atual da dívida como o principal fator de risco para a companhia, aguardando desinvestimentos para a melhora do balanço. Eles esperam uma reação neutra no preço das ações. A equipe aponta que ainda vê uma demanda doméstica de aço lenta, após as revisões para baixo das previsões do PIB. No entanto, tem uma perspectiva saudável para os preços do minério de ferro – apesar dos impactos da Covid-19 – com a oferta ainda apertada (principalmente no Brasil) e os impactos positivos no 2S20 de estímulos do governo chinês. A XP vê as ações da CSN sendo negociadas a 5,0x EV/EBITDA 2020, embutindo preços de minério de ferro de ~US$70/t 2020E. vs. preço spot atual em torno de US$90/t.

Dados do balanço

A CSN teve um resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 1,33 bilhão de reais, queda de 23% na comparação anual e abaixo dos 1,47 bilhão de reais esperados, em média, por analistas, segundo a Refinitiv. Com isso, a alavancagem da CSN medida pela relação dívida líquida sobre Ebitda subiu para 4,78 vezes no final de março, ante 3,77 vezes no fim de dezembro e 4,07 vezes um ano antes. O caixa da CSN subiu 15% no trimestre ante mesmo período do ano passado, a 4,13 bilhões de reais, enquanto a dívida líquida cresceu 27%, a 32,8 bilhões. As vendas de aço da CSN no primeiro trimestre caíram 3% na comparação anual, enquanto as de minério de ferro despencaram 37%, impactadas por queda de 39% no volume produzido.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: