Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
cielo whatsapp

Cielo: presidente do Banco Central diz que vai aprovar pagamentos pelo WhatsApp

02 setembro 2020 - 18h38Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Após o fechamento da sessão desta quarta-feira, as ações da Cielo (SA:CIEL3) tiveram valorização. Mais cedo, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que a função de pagamentos e transferências por meio do WhatsApp será aprovada. Ela havia sido suspensa por determinação da autoridade monetária e do Cade.

Com isso, ao final do pregão desta quarta-feira (2), os ativos da Cielo tinham ganhos de 2,86%, a R$ 4,68.

O titular do BC explicou o processo de liberação para arranjos do tipo para companhias pequenas é mais curto. No entanto, como no caso do Whatsapp envolve um arranjo com grande alcance, é necessário um trabalho mais longo.

"Quando eles propuserem um arranjo, entendemos que é grande, começando com mais de 100 milhões de pessoas. Só dissemos que, como é um arranjo grande e pode influenciar o mercado, e temos a dimensão prudencial, pedimos a eles que entrassem no trilho, no caminho normal de autorização", disse Campos Neto nesta quarta-feira.

O presidente do BC informou que não tem desencorajado esse tipo de sistema, e que conversou também com Google (NASDAQ:GOOGL) e Paypal.

No final de julho, o Banco Central autorizou insituições financeiras a fazerem testes de pagamentos com uso do WhatsApp, serviço de mensageria do Facebook, afirmaram nesta sexta-feira as bandeiras de cartões Mastercard e Visa.

“A funcionalidade ficará liberada apenas para um grupo limitado de cartões que realizarão transações de baixo valor”, afirmou a Mastercard em nota, respondendo a questionamento da Reuters.

A empresa afirmou ainda que, enquanto aguarda a definição oficial da autarquia, “segue contribuindo com o regulador para que o serviço seja liberado para o consumidor final”.

Consultada, a Visa confirmou a autorização, mas não deu detalhes.

Cielo

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pediu à Cielo e ao Facebook esclarecimentos sobre um sistema de pagamentos via Whatsapp lançado no país em junho, mas depois bloqueado pelo Banco Central, incluindo o detalhamento das remunerações previstas para cada uma das partes.

Em documento visto pela Reuters, de 23 de julho, o Cade pediu que as empresas respondam aos questionamentos até 10 de agosto.

O órgão de defesa da concorrência pediu detalhamento das “remunerações previstas para cada parte no contrato em apuração. Nesse sentido, também especificou a finalidade e racionalidade econômica para estrutura de cada remuneração e taxa”.

Em princípio, o sistema de pagamentos via Whatsapp seria isento de taxas para transferências entre indivíduos; mas donos de lojas pagariam taxa de 4% por transação.

A Cielo afirmou nesta sexta-feira que não recebeu do BC nenhum comunicado a respeito de uma autorização para testes.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: