Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
petrobras

CEO da Petrobras informa possível venda de ativos da estatal

19 maio 2020 - 15h49Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - As ações da Petrobras são negociadas com valorização na parte da tarde desta terça-feira, acima dos ganhos do Ibovespa hoje. A estatal vai anunciar em pouco tempo boas notícias relacionadas à venda de ativos, em importante passo na busca por redução da dívida da companhia. A afirmação foi feita pelo presidente da petroleira, Roberto Castello Branco, em uma videoconferência transmitida pelo banco Safra. Por volta das 15h23, os papéis preferenciais (SA:PETR4) somavam 1,89% a R$ 18,89, enquanto os ordinários (SA:PETR3) tinham alta de 1,24% a R$ 19,66. O Ibovespa registrava ganhos de 0,44% a 81.549 pontos. A alta das ações da estatal se contrapõe a baixa do petróleo Brent em Londres, que é referência de preço para a Petrobras. O contrato futuro Brent tinha queda de 0,2% a US$ 34,74 por barril. O executivo, que não deu detalhes sobre os negócios que podem ser anunciados, reconheceu ainda que o novo coronavírus pode trazer impactos sobre o andamento do bilionário plano de desinvestimentos da companhia, mas frisou que até agora isso não foi observado. “O que a recessão (prevista devido ao coronavírus) influencia é talvez no atraso da execução de alguns projetos, mas até agora ele (programa de desinvestimentos) permanece intacto. Dentro de pouco tempo, nós teremos boas notícias para anunciar com a realização de algumas vendas”, afirmou Castello Branco, durante a transmissão, via internet. O presidente destacou que o principal grupo de ativos colocados à venda pela companhia envolve oito refinarias e suas infraestruturas associadas. Segundo ele, não houve por parte dos proponentes que passaram para a fase de ofertas vinculantes no processo de desinvestimento qualquer manifestação de desinteresse. Assim, a companhia está confiante de que conseguirá assinar acordos de venda de refinarias até o fim deste ano, para concluir os negócios em 2021. O plano de desinvestimento visa permitir que a empresa foque nos ativos de maior retorno financeiro, essencialmente na produção de petróleo em águas profundas, e reduza a dívida, que ficou em cerca de 89 bilhões de dólares no fim do primeiro trimestre, ante 87 bilhões no fim de 2019. Castello Branco apontou que, “no contexto atual, manter a dívida constante será uma vitória”. A meta da Petrobras é encerrar o ano com dívida bruta de 87 bilhões de dólares.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: