Menu
Busca sexta, 17 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Carrefour

Carrefour opera em queda; lucro recua 15,8%, abaixo do consenso no 1º tri

12 maio 2020 - 12h57Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - As ações do Carrefour (SA:CRFB3) Brasil são negociadas com baixa na B3 nesta terça-feira (12), indo em direção oposta ao Ibovespa hoje. A varejista anunciou ontem, após fechamento do mercado, que teve uma queda de 15,8% no lucro líquido do primeiro trimestre, afetada por impostos maiores e despesas financeiras, apesar do crescimento de dois dígitos nas vendas, impulsionado em parte pela pandemia de coronavírus. A subsidiária local do francês Carrefour registrou lucro líquido trimestral de R$ 425 milhões, abaixo dos R$ 505 milhões do ano anterior, informou a empresa. Em termos ajustados, o lucro líquido atribuído aos acionistas controladores alcançou R$ 401 milhões, 1,5% a menos que no ano anterior. O consenso dos analistas de mercado apontava lucro de R$ 495 milhões. Por volta das 12h40, os ativos cediam 1,75% a R$ 19,04. A Mirae Asset segue otimista com o setor de supermercados, esperando para o Carrefour aumento de vendas no 2T19, alta de custos com vendas eletrônicas e menor provisão para devedores. Devido ao baixo upside, e margens pressionadas, a recomendação segue neutra, lembrando que os múltiplos já não são atraentes no atual patamar de preço, uma vez que o concorrente Pão de Açúcar (SA:PCAR3) está com múltiplos mais baixos. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), no entanto, cresceu 6,9%, para R$ 1,1 bilhão, impulsionado pela maior demanda de clientes nas últimas duas semanas de março. A margem Ebitda caiu para 7,7%, ante 8,1% no ano anterior. As despesas administrativas, de vendas e gerais cresceram 9,6%, para 2 bilhões de reais, as despesas financeiras totalizaram 176 milhões de reais, 50,4% superior a um ano atrás, devido a custos de alugueis e perdas cambiais. Conforme divulgado no final de abril, as vendas brutas totais excluindo a gasolina cresceram 12,5% no trimestre encerrado em março para 15,197 bilhões de reais, dos quais 10,79 bilhões de reais vieram de sua unidade de atacarejo.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: