Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
IRB Brasil

Bradesco e Itaú devem acompanhar subscrição mínima do aumento de capital do IRB

09 julho 2020 - 11h26Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Sócios do IRB Brasil (SA:IRBR3), o Bradesco (SA:BBDC4) e o Itaú Unibanco (SA:ITUB4) serão também os investidores âncoras do aumento de capital de até R$ 2,3 bilhões. As instituições se comprometeram a acompanhar a operação no mínimo da proporção das participações na companhia, de 15,4% e 11,3%, respectivamente. O ressegurador informou ainda que os dois bancos consideram a possibilidade de ficar com as ações que não foram subscritas na operação. Com as sobras, a companhia vai ter a garantia de receber os recursos que forem equivalentes ao montante mínimo do aumento de capital. Leia mais: IRB Brasil abre com queda de mais de 8% após aumento de capital a R$ 6,93 por ação  Com os valores levantados, o IRB passa a ser reenquadrado nos critérios definidos pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) sobre a cobertura das provisões técnicas e da margem adicional de liquidez regulatória. Pelas regras, os acionistas terão direito de preferência para subscrever ações, na proporção de 0,35938828 nova ação ordinária para cada uma ação de que forem titulares no fechamento do pregão da B3 do dia 13. O prazo para o exercício do direito de preferência vai até 12 de agosto. O preço de emissão das ações, de R$ 6,93, foi fixado com base no preço médio ponderado por volume (VWAP) dos pregões entre 13 de abril e 8 de julho, aplicando-se um deságio de 30,4%.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: