segunda, 06 de dezembro de 2021
BCE corta taxa de depósito

BCE reduz taxa de depósito em 0,5% e comprará ativos

12 setembro 2019 - 12h04Por Redação SpaceMoney
Na manhã desta quinta-feira (12), o Banco Central Europeu (BCE) realizou uma reunião de política monetária, na qual determinou um corte de 0,50% (ou 10 pontos-base) na taxa de depósito e manteve a taxa básica de juros em 0%. As mudanças corresponderam às expectativas dos mercados. Entretanto, o único ponto divergente foi a quantidade da compra de euros. Segundo relatório da XP Investimentos, a especulação do mercado era de compras mensais de 30 bilhões de euros em ativos por 9 a 12 meses. Na reunião, o presidente do BCE, Mario Draghi, anunciou que as compras de títulos começam em novembro a uma taxa de 20 bilhões de euros por mês e duram "pelo tempo necessário". Os títulos comprados serão de dívida soberana por quanto tempo indeterminado. A medida é de estímulo em resposta ao cenário de desaceleração econômica pelo qual passa a zona do euro. A cena atual é o risco de a situação se deteriorar para um ambiente de recessão. Dados econômicos recentes já indicam esse movimento na Alemanha, principalmente. Após a notícia, o euro registrou alta ante o dólar. A iniciativa de reduzir a taxa de depósito é um regime para poupar os bancos das taxas negativas.

Principais mudancas

  • Taxa de depósito cortada para -0,5%;
  • Taxa básica de juros mantida a 0%;
  • Compras de ativos em euro a partir de novembro a uma taxa de 20 bilhões de euros.

Redução das projeções

Após a reunião, durante a coletiva de imprensa promovida pelo BCE, Draghi, que a instituição agora prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do bloco crescerá 1,1% em 2019 e 1,2% em 2020. Segundo o Uol Economia, anteriormente, as projeções eram de avanços de 1,2% e 1,4%, respectivamente. Além da redução na projeção do PIB, a taxa anual de inflação ao consumidor também teve suas previsões cortadas. Para 2019, passou de 1,3% para 1,2%, para 2020, de 1,4% para 1%, e para 2021, de 1,6% para 1,5%.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content