quarta, 01 de dezembro de 2021
Bancos

Bancos avançam em negociações com a Odebrecht; recuperação da ODB se aproxima

17 junho 2019 - 11h08Por Investing.com
Os bancos credores da Atvos deram importantes passos para um acordo das implicações no processo de recuperação judicial da companhia de açúcar e etanol da Odebrecht. Apesar disso, as instituições ainda estão longe para um acerto com a finalidade de evitar que a holding e outras empresas do grupo sigam para a recuperação judicial. Juntas, as empresas acumulam R$ 80 bilhões em dívidas. As informações são da edição desta segunda-feira da Coluna do Broad, do Estadão. De acordo com a publicação, amanhã (18) deve acontecer uma nova reunião, ao mesmo tempo que a Caixa Econômica Federal pressiona o grupo a ceder ações da Braskem (SA:BRKM5) para proteger sua exposição como os demais bancos. A estatal segue com a intenção de executar garantias de empréstimos concedidos à Odebrecht. A Caixa, informa o jornal, comanda um processo para executar as dívidas com garantia da Atvos. O pedido antecipado do pagamento dos empréstimos já foi realizado pelos bancos credores do braço sucroenergético. Esse é um passo que antecede à execução das dívidas. O banco público também já deu andamento à execução da garantia por empréstimos feitos para a construção do Itaquerão, estádio do Corinthians, com outras execuções estando também encaminhadas. A edição de hoje do Valor Econômico informa que a ODB, construtora do grupo, deve formalizar nesta segunda-feira seu pedido de recuperação judicial. O braço da empreiteira tem dívidas de R$ 80 bilhões. Caso a informação se confirme, está será a maior recuperação judicial já homologada no Brasil, superando a requerida pela Oi (OIBR4), que foi de R$ 64 bilhões. Do total das dívidas, mais de R$ 50 bilhões são financeiras, detidas ou garantidas pelas holdings e subholdings. Os seis maiores bancos estão os maiores credores, além de detentores de bônus emitidos fora do País.

Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content