Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
Minerva

Após balanço da Minerva, BB-BI reitera “compra” e eleva preço-alvo

30 julho 2020 - 10h35Por Investing.com

Minerva

Por Gabriel Codas, da Investing.com - O Banco do Brasil Investimentos (BB-BI) divulgou relatório no final da tarde de ontem reiterando a recomendação de compra das ações da Minerva (SA:BEEF3), introduzindo um novo preço-alvo de R$ 18,00 para cada ação da companhia. A equipe de analistas avalia que, nos próximos trimestres, o frigorífico deve ser beneficiado por uma consistente demanda internacional por carne bovina; pela menor oferta de grandes produtores como EUA, Índia e Austrália, o que gera uma expectativa positiva para outras aberturas de mercado para os demais produtores da América do Sul; e pela depreciação cambial. Por outro lado, a desaceleração econômica global pode ser um limitador. Considerando o forte resultado do 2T20, com ganhos em rentabilidade e consistente geração de caixa, a equipe revisou as estimativas para a empresa e a nova projeção para o EBITDA de 2020 de R$ 2,2 bilhões ficou 28% superior à anterior. As ações do frigorifico fecharam em baixa de 4,41% a R$ 14,09, abaixo da alta de 1,44% do Ibovespa ontem. Apesar da reversão do prejuízo no 2T20, o lucro líquido veio abaixo das expectativas do mercado.

Balanço 2T20

Na véspera, a Minerva reportou mais um resultado positivo no 2T20. A menor utilização de capacidade, resultado de iniciativas da empresa para garantir a segurança dos funcionários nas fábricas no período da pandemia, continua impactando de forma negativa os volumes de abate, que recuaram 12% anualmente. No entanto, a elevação dos preços e dólar mais forte compensaram totalmente a redução de 26% anual no volume total de vendas. Assim, a receita líquida atingiu R$ 4,4 bilhões, um aumento significativo de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar de preços mais altos do gado ante ano passado, o custo total consolidado veio abaixo do esperado e levou a empresa a apresentar um EBITDA recorde de R$ 590 milhões, incremento significativo de 62% a/a (7% acima de nossas estimativas e 5% maior que o consenso), com margem de 13,4%, maior rentabilidade da história da empresa. Adicionado ao forte desempenho operacional, a política de gestão de risco adotada pela Minerva continua mitigando os riscos da volatilidade cambial e, por mais um trimestre, a empresa reportou lucro líquido, agora em R$ 253 milhões, revertendo prejuízo de R$ 113 milhões no 2T19. Além disso, a Minerva continua reportando fluxo de caixa livre positivo (R$ 377 milhões), reiniciando uma trajetória decrescente de alavancagem, em 2,6x vs 2.99x no 1T20. Nesse sentido, foi mencionado em conferência de resultados que a companhia deve iniciar a distribuição de dividendos já no 1T21, quando espera atingir alavancagem abaixo de 2,5x.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: