Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
Vale

Apesar de suspensão em Itabira, Vale sobe com alta do minério

08 junho 2020 - 10h47Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Nos primeiros negócios da manhã desta segunda-feira, as ações da Vale (SA:VALE3) operam com valorização, em linha com os ganhos do Ibovespa hoje, com a alta hoje de mais de 5% do preço do minério de ferro na bolsa chinesa de Dalian. Além disso, a companhia informou na noite de sexta-feira que a Justiça do Trabalho determinou a suspensão das atividades no complexo de mineração de Itabira, formado por três minas, o que pode gerar desabastecimento de matéria-prima para siderúrgicas no Brasil - paradoxalmente, um dos fatores que alimentou o apetite ao risco pelo contrato futuro do minério de ferro na China. Por volta das 10h31, os papéis somavam 1,54% a R$ 55,45. O Ibovespa registrava alta de 1,51% a 96.065 pontos. A maior produtora de minério de ferro do mundo afirmou que a determinação, do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, restabeleceu efeitos de interdição decidida pela Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, em Minas Gerais. Segundo a empresa, não é necessário revisar projeção de produção de minério de ferro neste ano, uma vez que a produção mensal esperada para os próximos meses do Complexo de Itabira é de 2,7 milhões de toneladas e o provisionamento de perdas associadas à pandemia em 2020 é de até 15 milhões de toneladas. Porém, a Vale afirmou que por conta da interdição de Itabira, poderá haver “desabastecimento temporário de pelotas para o mercado interno...tendo em vista que o complexo fornece ‘pellet feed’ para as pelotizadoras do complexo de Tubarão”, no Espírito Santo.

Visão dos analistas

O BTG Pactual (SA:BPAC11), em relatório divulgado neta segunda-feira, mantém a recomendação de compra para os ativos da mineradora, destacando que, embora estejam inegavelmente baratas em qualquer métrica, a redução do risco da história da equivalência patrimonial será um processo gradual. Na visão dos analistas, com China se recuperando mais cedo e o balanço pouco alavancado, a confiança é que a Vale poderá ter um desempenho superior no curto prazo. Eles enxergam a negociação ligeiramente acima de 4x EBITDA 20, embora os riscos para a reintegração de seu dividendo tenham aumentado substancialmente em 2020. A recomendação é vista como ainda de cabeça para baixo, punindo as ações de vários ângulos.

Alta do minério

Os futuros do minério de ferro na China dispararam nesta segunda-feira, marcando o maior ganho percentual indradiário desde julho de 2019, à medida que as preocupações com a oferta aumentaram após a brasileira Vale ter informado a interdição judicial de um complexo de minas devido a casos de coronavírus. O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para setembro, chegou a saltar 7,6%, para 798 iuanes (112,74 dólares) por tonelada, maior ganho percentual desde 9 de julho de 2019. Ele fechou em alta de 5,5%, a 783 iuanes por tonelada. A Vale disse que não será necessário revisar sua projeção de produção de minério de ferro neste ano, uma vez que a produção mensal esperada para os próximos meses do Complexo de Itabira é de 2,7 milhões de toneladas e o provisionamento de perdas associadas à pandemia em 2020 é de até 15 milhões de toneladas. Mas, se o fechamento se prolongar, interrupções de oferta de minério de ferro poderiam ser maiores agora que no ano passado, quando a companhia enfrentou um desastre com o rompimento de uma barragem em Brumadinho (MG), disse Wu Shiping, analista da Tianfeng Futures. *Com Reuters
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: