Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa

Emprego nos EUA acentua ganhos do Ibovespa; dólar cai

06 setembro 2019 - 10h08Por Investing.com
Investing.com - A jornada desta sexta-feira (06) começou com ganhos do Ibovespa, acentuado após divulgação do relatório de empregos nos EUA. O índice subia 0,45% a 102.702 pontos, às 10h14. Conhecido como Payroll, o relatório de empregos dos EUA veio abaixo do consenso, apontando criação de 130 mil postos de trabalho não-agrícola em agosto, ante a expectativa de 159 mil dos analistas de mercado. Por isso, o dólar acentuou a queda. Negociado a R$ 4,08 na hora da divulgação, a divisa americana passou a ser cotada a R$ 4,070, baixa de 0,97%. - IPCA O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto variou 0,11%, ficando 0,08 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de julho (0,19%). A variação acumulada no ano ficou em 2,54% e, nos últimos 12 meses, em 3,43%, acima dos 3,22% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2018, a taxa havia sido de -0,09%. De julho para agosto, houve deflação em três dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados. As variações negativas mais intensas vieram dos grupos Alimentação e bebidas (-0,35%) e Transportes (-0,39%), que contribuíram com -0,09 p.p. e -0,07 p.p., respectivamente. - Reforma Tributária O ministro da Economia, Paulo Guedes, indicou nesta quinta-feira um possível fatiamento da reforma tributária do governo ao apontar que as propostas de autoria do Executivo poderiam começar a ser apreciadas nas duas casas do Congresso. “Estamos engatados com dois movimentos importantes: nós vamos entrar com o pacto federativo, no Senado, e vamos entrar com a reforma tributária, aí estamos conversando tanto com o presidente da Câmara, quanto do Senado, para ver por onde entra, para não ter confusão. Entrou a previdência pela Câmara, entra o pacto federativo pelo Senado, e a tributária pode entrar nos dois”, afirmou ele, ao participar de evento em Fortaleza. A reforma, que ainda não foi formalmente apresentada, vai prever a criação de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) “dual”, que substituirá impostos federais, permitindo a posterior adesão voluntária de Estados. Também contará com uma revisão na estrutura do Imposto de Renda (IR) e a implantação de um imposto sobre transações para viabilizar uma desoneração da folha de salários das empresas, disse Guedes. ­- Cena Externa Os índices acionários da China fecharam em alta nesta sexta-feira, registrando as maiores altas semanais desde o final de junho, depois que Pequim prometeu impulsionar ainda mais a economia —expectativa que se confirmou mais tarde—, ao mesmo tempo que as tensões comerciais com os Estados Unidos se reduziram. A China e os Estados Unidos concordaram na quinta-feira em manter negociações de alto nível no início de outubro em Washington, animando os investidores que esperam uma resolução da guerra comercial, já que as novas tarifas dos EUA sobre bens de consumo chineses não param de prejudicar o crescimento global. Essas seriam as primeiras discussões presenciais de alto nível desde que uma fracassada reunião sobre comércio entre os dois países no final de julho levou o presidente dos EUA, Donald Trump, a prosseguir com novas tarifas sobre praticamente todas as importações chinesas remanescentes e até então intocadas pela guerra comercial. -Agenda Americana Nesta sexta-feira, o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos informa os dados de geração de emprego no país em agosto. O mercado espera que tenham sido criados 160 mil novos postos de trabalho, contra 164 mil de um mês antes. Desta forma, a taxa de desemprego deve ser mantida em 3,7%. Na parte da tarde, é esperado o discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em evento que é realizado na Universidade de Zurique, na Suiça. BOLSAS INTERNACIONAIS Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,54%, a 21.199 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,66%, a 26.690 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,46%, a 2.999 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,59%, a 3.948 pontos. A sexta-feira é marcada por rumos mistos nos principais mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX tem alta de 0,40% aos 12.174 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE cai 0,16% aos 7.259 pontos. Já em Paris, o CAC cede 0,05% aos 5.590 pontos. COMMODITIES Depois de uma sequência de jornadas com valorizações expressivas, a sexta-feira foi marcada por queda nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de negócios, para o primeiro mês do próximo ano, encerrou o dia com desvalorização de 3,90% a 629,00 iuanes por tonelada, o que representa variação diária de 25,50 iuanes. Na mesma direção, a jornada também foi de perdas para as cotações futuras dos papéis do vergalhão de aço, que são transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai. O ativo de maior liquidez, com entrega para janeiro de 2020, cedeu 63 iuanes para 3.387 iuanes por tonelada, enquanto o de outubro deste ano, segundo mais negociado, caiu 41 iuanes para 3.730 iuanes por cada tonelada do produto. O dia também é negativo para o petróleo nos principais mercados de negociação. Em Nova York, o barril do tipo WTI recua 2,13%, ou US$ 1,20, a US$ 55,10. Já em Londres, o Brent cede 2,30%, ou US$ 1,40, a US$ 59,55. MERCADO CORPORATIVO - Petrobras (SA:PETR4) A Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG) informou nesta quinta-feira que o Conselho de Administração da empresa, por indicação da acionista majoritária Petrobras (SA:PETR4), aprovou a destituição do seu presidente-executivo, Ivan de Sá. A informação sobre a saída de Sá foi encaminhada à Reuters em nota nesta quinta-feira após pedido de comentários na terça-feira sobre acusações de um delator da operação Lava Jato que apontou envolvimento do executivo em um suposto esquema de propina realizado pela trading Vitol. A TBG, na qual a Petrobras (SA:PETR4) é acionista com 51% de participação, não informou o motivo da destituição, limitando-se a dizer que a aprovação ocorreu na quarta-feira. Sá, ex-presidente da BR Distribuidora (SA:BRDT3), privatizada recentemente pela Petrobras (SA:PETR4), foi apontado pelo delator Carlos Henrique Nogueira Herz como um dos que participavam do suposto esquema. - Gasodutos O Brasil tem potencial para a construção de 11 gasodutos terrestres, com investimentos estimados de cerca de 17 bilhões de reais, afirmou nesta quinta-feira o diretor de estudos do petróleo, gás e biocombustíveis da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), José Mauro Coelho. Os dados fazem parte de novo estudo elaborado pela empresa estatal, chamado Plano Indicativo de Gasodutos de Transporte (PIG), com o objetivo de mapear oportunidades de investimentos no setor de gás natural no país, diante dos planos do governo federal para abrir e expandir o setor. Os 11 gasodutos possíveis, segundo o executivo, poderiam agregar 1,7 mil quilômetros à atual malha de transporte de gás do país, de 9,4 mil km. Para comparação, a Argentina tem atualmente uma malha de 30 mil km, enquanto os Estados Unidos têm 485 mil km. - Setor Automotivo O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira que Brasil e Argentina assinam acordo comercial automotivo na sexta-feira, no Rio de Janeiro. O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro de Produção e Trabalho da Argentina, Dante Sica, irão participar de coletiva de imprensa às 15h30 de sexta-feira para falar do assunto, informou a pasta. Ao participar de evento em Fortaleza nesta tarde, Guedes indicou que o Brasil propôs ao vizinho do Mercosul um acordo de livre comércio de automóveis em função da queda acentuada da compra desses bens pelos argentinos em meio à crise econômica no país. “Já que caiu muito a compra deles (argentinos) de automóveis por causa da crise, nós falamos ‘tudo bem, mas vamos fazer um livre comércio’”, afirmou Guedes. - Fertilizantes A empresa de fertilizantes Mosaic informou que as minas de fosfato de Tapira e Araxá, ambas em Minas Gerais, voltaram a operar em plena capacidade nesta quinta-feira, após a obtenção de documentos relacionados às barragens dos complexos. De acordo com comunicado da empresa, o complexo de Tapira recebeu a Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) para a barragem BL-1 após uma nova auditoria, enquanto a mina de Araxá retomou operações após obter o licenciamento da barragem B6. “A Mosaic Fertilizantes reforça que todas as medidas foram tomadas para garantir a segurança dos funcionários e da comunidade de forma responsável e transparente”, acrescentou a companhia. A Mosaic reduziu operações em três minas no Brasil em abril deste ano para realizar mudanças que atendessem às novas normas do país para barragens de rejeitos. Uma delas, a mina de Catalão (GO), já havia voltado ao funcionamento pleno no final de maio. - Shell A petroleira Shell está em busca de projetos “competitivos” de energia renovável no Brasil, em movimento que acompanha estratégia global de diversificar a atuação para além da indústria de petróleo e gás, de olho em uma esperada transição energética rumo a fontes de baixo carbono, disse nesta quinta-feira o presidente da empresa no país, André Araujo. Ao participar de evento do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds) em São Paulo, o executivo afirmou que a companhia anglo-holandesa está fortemente comprometida com a redução de emissões de carbono, mas destacou que há uma natural disputa por capital entre projetos de investimento na organização, que tem presença global. “Os projetos têm que ser todos competitivos. Nossas escolhas não vão ser simplesmente porque preciso ter um ‘selo verde’ no meu quadro de investimentos. A gente está olhando diversas alternativas. Lá fora o grupo tem sido bastante ativo”, afirmou Araujo durante a conferência. - Exxon A Exxon Mobil (NYSE:XOM) chegou a um acordo para vender seus ativos noruegueses em óleo e gás por até 4 bilhões de dólares, o que marcaria a saída da empresa norte-americana da produção no país europeu após mais de um século, disseram nesta quinta-feira três fontes familiarizadas ao assunto. A Exxon afirmou em junho que estava estudando a venda de seu portfólio “upstream” na Noruega, que inclui participações minoritárias em mais de 20 campos, operados pela produtora local Equinor e pela petroleira anglo-holandesa Shell. Uma porta-voz da Exxon disse que, “como de costume, não comentamos discussões comerciais”. AGENDA DE AUTORIDADES - Jair Bolsonaro Nesta sexta-feira, o presidente inicia o dia participando da cerimônia Alusiva à Assinatura dos Contratos de Concessão da 5ª Rodada de Leilões de Aeroportos da Infraero. Na parte da tarde, tem reunião com Tarcísio Freitas, Ministro de Estado da Infraestrutura. Ainda na sexta-feira, Bolsonaro participa do lançamento da ID Estudantil, se reunindo no final do dia com Mark Daniel Maloney, Presidente do Rotary Internacional. - Paulo Guedes O ministro da Economia, não tem compromissos públicos na parte da manhã, se reunindo com o ministro de Produção e Trabalho da Argentina, Dante Sica na parte da tarde. Ainda hoje, Guedes participa da coletiva à imprensa sobre novo acordo automotivo Brasil-Argentina, fechando o dia com audiência Antonio Filosa, presidente da Fiat Chrysler Automobiles para a América Latina.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: