domingo, 28 de novembro de 2021
Ibovespa

ABERTURA: Ibovespa Futuro em queda sob cautela com cenário externo; dólar em alta

09 maio 2019 - 10h18Por Investing.com
Investing.com - Após a recuperação na sessão de ontem, o índice futuro do Ibovespa retoma nos negócios nesta quinta-feira com perdas de 0,40% aos 96.660 pontos, seguindo assim a tendência das bolsas internacionais em meio as preocupações com as negociações entre Estados Unidos e China. O dólar reflete o sentimento de incertezas e opera em alta de 0,94% a R$ 3,9648. Por aqui, o mercado segue atento ao andamento e às discussões da reforma da Previdência, na comissão especial da Câmara dos Deputados. Além disso, os investidores seguem atentos à temporada de balanços, que terá na tarde desta quinta-feira a divulgação dos números da Estácio (SA:ESTC3), Carrefour (SA:CRFB3), Vale (SA:VALE3), Gafisa (SA:GFSA3), B2W (SA:BTOW3), Suzano (SA:SUZB3), Rumo (SA:RAIL3), entre outras.

Quer começar a investir o seu dinheiro mas não sabe como? Abra uma conta na Órama e faça o seu dinheiro render!

Copom mantém Selic em 6,5% O Banco Central reconheceu mais sinais de fraqueza econômica, mas manteve o discurso de que precisa analisar com tempo suficiente o comportamento da atividade antes de eventual mudança na rota dos juros ao manter a Selic inalterada, nesta quarta-feira, na mínima histórica de 6,5 por cento. Guedes na Comissão Especial O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a dizer que a reforma da Previdência ataca privilégios e uma dinâmica de transferência perversa de renda em contraposição ao modelo atual, que disse estar condenado à explosão, mas não mencionou, num primeiro momento, a economia que o governo almeja com a investida. EUA-CHINA O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na quarta-feira que a China "quebrou o acordo" que havia alcançado nas negociações comerciais, e prometeu não voltar atrás na imposição de novas tarifas sobre importações chinesas a menos que Pequim "pare de trapacear nossos trabalhadores". O gabinete do Representante do Comércio dos EUA disse que as tarifas sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses subirão de 10 para 25 por cento na sexta-feira. Pequim anunciou que vai retaliar se as tarifas subirem. Bolsas Internacionais Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,93 por cento, a 21.402 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,39 por cento, a 28.311 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,48 por cento, a 2.850 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,85 por cento, a 3.599 pontos. O cenário incerto se repete também para os principais mercados da Europa. Em Frankfurt, o DAX opera em queda de 0,68% aos 12.096 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE cede 0,23% aos 7.254 pontos. Já em Paris, o CAC perde 1,10% aos 5.358 pontos. Comodities A sessão desta quinta-feira na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China, foi marcada pela estabilidade do preço dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento em setembro deste ano, teve valorização de 0,08% a 644,50 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de apenas 0,5 iuan. Já para o vergalhão de aço, o dia também foi marcado por leve queda nos preços dos papéis, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato com maior liquidez, para entrega no mês de outubro deste ano, a queda foi de 5 iuanes para 3.737 iuanes por tonelada. Já para maio de 2019, as perdas foram de 2 iuanes para 4.137 iuanes por tonelada. Mercado Corporativo Grupo Pão de Açúcar A rede de varejo GPA teve lucro líquido consolidado de 164 milhões de reais no primeiro trimestre, uma queda de cerca de 27,4 por cento sobre o desempenho obtido um ano antes, informou a companhia nesta quarta-feira. Considerando ajustes relacionados à adoção do padrão contábil IFRS 16, a empresa dona das bandeiras Pão de Açúcar (SA:PCAR4), Extra e Assaí teve lucro de operações continuadas de 149 milhões de reais, um avanço sobre os 77 milhões de um ano antes. Analistas, em média, esperavam lucro líquido de 222,67 milhões de reais, segundo dados da Refinitiv. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis. Braskem A petroquímica Braskem (SA:BRKM5) teve lucro praticamente estável no primeiro trimestre, com uma melhora moderada no Brasil sendo ofuscada por piora dos spreads petroquímicos no mercado global. A companhia anunciou nesta quarta-feira que teve líquido de 1,028 bilhão de reais no período, uma queda de 2 por cento ante mesma etapa de 2018. O resultado operacional da companhia medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) ajustado somou 2,774 bilhões de reais, um avanço de 5 por cento ano a ano. O Ebitda recorrente desabou 60 por cento no comparativo anual. CSN A Companhia Siderúrgica Nacional (SA:CSNA3) teve lucro líquido de 87 milhões de reais no primeiro trimestre, queda ante o resultado positivo de 1,49 bilhão obtido um ano antes, apesar de avanços de dois dígitos na receita e no resultado operacional. A empresa apurou uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 1,72 bilhão de reais, evolução de 39 por cento sobre o desempenho de um ano antes. Analistas, em média, esperavam Ebitda da CSN no primeiro trimestre de 1,65 bilhão de reais, segundo dados da Refinitiv. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis. Banco Inter O Banco Inter (SA:BIDI4) informou nesta quarta-feira que acertou a venda de 40 por cento de seu braço de seguridade, Inter Seguros, para a corretora Wiz (SA:WIZS3), por 114 milhões de reais. Segundo fato relevante, do valor total, 45 milhões de reais são fixos e pagos no fechamento do negócio. Outros 69 milhões de reais são variáveis, divididos em quatro parcelas anuais, sujeitas a ajustes de acordo com a performance financeira da Inter Seguros, aferida pelo seu Ebitda. Linhão de Roraima Uma proposta do Ministério de Minas e Energia de autorizar uma revisão extraordinária na receita do projeto de um linhão de transmissão visto como vital para Roraima deve ser levada a órgãos colegiados do setor, como o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) e o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), disse à Reuters uma fonte próxima do assunto. O empreendimento, que foi licitado ainda em 2011 e não avançou por dificuldades ambientais, está sob responsabilidade da Transnorte, parceria da privada Alupar (SA:ALUP11) e da estatal Eletrobras (SA:ELET3), que alegam que o reajuste nas receitas é essencial para garantir a viabilidade do empreendimento após os anos de atraso. Engie Brasil A Engie Brasil Energia (SA:EGIE3) divulgou nesta quarta-feira um lucro líquido de 565,5 milhões de reais no primeiro trimestre de 2019, uma alta de 15,6 por cento em relação aos três primeiros meses do ano passado. A companhia, que é controlada pela francesa Engie e lidera entre as empresas privadas no segmento de geração no Brasil, teve lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) de 1,2 bilhão de reais, avanço de 15,9 por cento na comparação anual. A quantidade de energia vendida no período, sem considerar operações de “trading”, atingiu 9.050 gigawatts-hora, 2,6 por cento acima do reportado em igual período de 2018. Desestatização O governo federal espera levantar cerca de 6 bilhões de reais com a venda de ações da resseguradora IRB (SA:IRBR3) e debêntures da Vale detidas pela União, segundo documentos vistos pela Reuters. Esses números serão divulgados ainda nesta quarta-feira na atualização do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que deve incluir mais ativos para privatização ou concessão. No caso do IRB, a expectativa do governo é de que a venda somada de participações detidas por meio do Ministério da Economia e da BB Seguros, do Banco do Brasil (SA:BBAS3), rendam uma receita de cerca de 3,5 bilhões de reais. A resseguradora já teve vendida em março uma fatia que a Caixa Econômica Federal detinha na empresa, por 2,4 bilhões de reais. MRV A MRV (SA:MRVE3), maior construtora de imóveis residenciais da América Latina, divulgou nesta quarta-feira crescimento de dois dígitos no lucro líquido do primeiro trimestre, marcando um recorde para o período, apoiada na diluição de despesas em meio a receitas maiores. A companhia lucrou 189 milhões de reais entre janeiro e março, superando em 18,2 por cento o desempenho apurado um ano antes, mesmo com o contingenciamento do orçamento de recursos do programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV) nos primeiros meses do ano. Banco Pan O Banco Pan (SA:BPAN4) está se preparando para lançar contas correntes gratuitas para sua clientela em setembro, em um movimento que visa transformá-lo em um banco com serviço completo para pessoas de baixa renda, disse seu presidente na quarta-feira. O lançamento ressalta a estratégia de seus acionistas controladores - o Banco BTG Pactual (SA:BPAC11) e a Caixa Econômica Federal - de aumentar a rentabilidade da instituição. A movimentação do Banco Pan deverá estimular a competição entre os bancos brasileiros, num mercado altamente concentrado. Mais recentemente, porém, startups financeiras e pequenos bancos passaram a usar contas correntes gratuitas para atrair clientes e vender produtos financeiros. Agenda de Autoridades O presidente Jair Bolsonaro tem o primeiro compromisso público nesta quinta-feira na parte da tarde, quando se reúne com Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia; Marcos Montes, Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Substituto; Bento Albuquerque, Ministro de Estado de Minas e Energia; Santos Cruz, Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República; André Luiz de Almeida, Advogado-Geral da União; Belivaldo Chagas, Governador do Estado de Sergipe, e Senador Alessandro Vieira (CIDADANIA/SE), Vice-Líder do CIDADANIA no Senado Federal. Em seguida, o encontro será com Hamilton Mourão, Vice-Presidente da República. O dia chega ao fim com uma reunião com Luiz Henrique Mandetta, Ministro de Estado da Saúde; Jorge Seif, Secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Gilson Machado, Secretário de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, e Marcelo José Borges, Cirurgião Plástico - Médico Pesquisador. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, começa a quinta-feira com um café da manhã com Santos Cruz, ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, e deputados. Ainda pela manhã, participa da 4º Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e da Audiência Pública na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) Na parte da tarde, Guedes estará na reunião do Presidente Jair Bolsonaro com os Governadores do Nordeste
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content