sexta, 21 de janeiro de 2022
Radar corporativo

Yduqs (YDUQ3), Sabesp (SBSP3) e Eneva (ENEV3) puxam a queda no Ibovespa nesta quarta

Confira as principais notícias corporativas do dia

25 agosto 2021 - 10h54Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - O Ibovespa opera em baixa nesta manhã, próximo às 10h30, puxado pela queda na Yduqs (SA:YDUQ3), Sabesp (SA:SBSP3) e Eneva (SA:ENEV3).

Na outra ponta, BR Distribuidora (SA:BRDT3), Lojas Renner (SA:LREN3) e IRB Brasil (SA:IRBR3) lideram as altas.

Confira as principais notícias corporativas do dia:

Banco do Brasil (SA:BBAS3) - O Banco do Brasil anunciou um reforço de R$ 10,5 bilhões em recursos adicionais para financiamentos no agronegócio, sendo R$ 2 bilhões destinados a produtores que tiveram perdas decorrentes de geadas.

Os demais R$ 8,5 bilhões serão destinados para apoiar a ampliação da tecnologia, sustentabilidade e infraestrutura no campo. As ações recuam 0,65%, a R$ 30,40.

Mercado Livre (NASDAQ:MELI) - O Mercado Livre anunciou a compra de 100% da plataforma de entrega de encomendas Kangu, ampliando a aposta em logística própria como diferencial na América Latina.

A compra inclui os 5 mil pontos da Kangu espalhados por 700 cidades no Brasil, além de México e Colômbia. Os ativos desvalorizam 0,14%, a R$ 81,16.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras recebeu o pagamento à vista de US$ 2,9 bilhões referente às obrigações das parceiras chinesas CNODC e CNOOC no acordo de coparticipação do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. 

A estatal também recebeu uma oferta vinculante da companhia norte-americana de private equity EIG Global Energy Partners pelos gasodutos TBG, que transporta gás natural da Bolívia, e TSB, que opera na região sul do Brasil. Os papéis sobem 0,14%, a R$ 27,62.

Grupo Soma (SA:SOMA3) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aceitou a proposta de termo de compromisso apresentada por Marcello Ribeiro Bastos, diretor e membro do conselho de administração do Grupo Soma, dono das marcas Animale e Farm e que recentemente comprou a Hering (SA:HGTX3).

O executivo se comprometeu a pagar R$ 1,383 milhão na acusação de possível irregularidade ao adquirir ações do grupo Soma. A R$ 18,61, as ações recuam 1,64%.

Carrefour (SA:CRFB3) - O Carrefour trava uma batalha com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, por causa da ferramenta Nutri Escolha em seu aplicativo, que dá notas a produtos de acordo com suas informações nutricionais.

A associação da indústria de alimentos, a Abia, denunciou a varejista a um departamento, alegando que a avaliação dos alimentos usa critérios unilaterais e assimetria de informações. Os ativos recuam 0,69%, a R$ 18,74.

Tigre - A Tigre, fabricante de tubos e conexões, pediu registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na categoria B, que permite oferta de títulos de dívida como debêntures, desde que não sejam conversíveis em ações.

Loft - A Loft, especializada em compra e venda de imóveis, anunciou a compra da startup de crédito imobiliário CrediHome, avançando na estratégia de facilitar a obtenção de serviços financeiros para os clientes, após as aquisições da CredPago, em julho último, e da InvestMais, em setembro de 2020.

em setembro de 2020.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content