Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Futuros do pretóleo

Petróleo WTI chega a poucos centavos de US$ 80 às vésperas de dados semanais

Rali de 1,7% no pregão marcou o quarto dia consecutivo de ganhos para a multidão dos longs do petróleo

05 outubro 2021 - 17h13Por Investing.com

Por Barani Krishnan, da Investing.com - Os preços do petróleo mantiveram sua escalada implacável na terça-feira (5), com os futuros do petróleo WTI ficando a poucos centavos do patamar de US$ 80 por barril alcançados pela última vez em 2014, enquanto os touros apostam que o mercado vai continuar com fornecimento abaixo do necessário na reta de chegada do inverno no hemisfério norte.

O mais recente rali de 1,7% no pregão marcou o quarto dia consecutivo de ganhos para a multidão dos longs do petróleo. Ele também acontece um dia depois de os produtores da Opep+ terem decidido se manter firmes em seu compromisso anterior de fazer apenas incrementos graduais na produção, apesar da pressão sobre os fornecimentos globais e da piora da inflação dia após dia.

Desde seu primeiro preço negativo de - US$ 40 por barril em abril de 2020, o petróleo WTI, referência do petróleo nos EUA, fechou o pregão de terça-feira a US$ 78,93 por barril, alta de US$ 1,31 no dia, ou 1,7%. Mais cedo no pregão, o WTI atingiu a maior cotação em sete anos, a US$ 79,47. O benchmark do petróleo dos EUA teve ganhos de 63% este ano, e de cerca de 5% somente nos últimos quatro pregões.  

Brent, negociado em Londres e referência global para o petróleo, fechou o último pregão a US$ 82,56 por barril, uma alta de US$ 1,30 ou 1,6%. O Brent atingiu uma máxima de US$ 83,11 durante o pregão. Ele apresenta uma alta de 60% no ano.

Os preços do petróleo tiveram uma disparada desde que a Opep+ – que inclui os 13 membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, liderados pela Arábia Saudita, e um grupo de 10 outros produtores capitaneados pela Rússia – decidiu se manter fiel aos planos de aumentar a produção em 400.000 barris por dia até abril.

Scott Shelton, corretor de futuros de energia na ICAP em Durham, na Carolina do Norte, descreveu o resultado como uma "tempestade perfeita" para os ursos do petróleo "já que a Opep indicou zero interesse em adicionar mais que 400 KBD".

A subida de terça-feira chega às vésperas da divulgação do resumo semanal dos estoques dos EUA pelo American Petroleum Institute.

O API divulgará às 17h30 o seu registro dos estoques de petróleo bruto, gasolina e destilados dos EUA para a semana encerrada em 1º de outubro. Os números servem como uma prévia dos dados semanais oficiais de estoques que serão divulgados na quarta-feira pela EIA, ou Energy Information Administration dos EUA. 

Os analistas acompanhados pelo Investing.com preveem que os estoques de petróleo apresentem uma redução de 418.000 milhões de barris na semana passada, em comparação com o acúmulo da semana anterior de 4,58 milhões.

Os estoques de gasolina provavelmente subiram em 279.000 barris, após um acréscimo de 193.000 na semana anterior, indicam as previsões.

Prevê-se que os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo para aquecimento, tenham aumentado 1 milhão de barris após um ganho de 385.000 na semana anterior.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: