domingo, 14 de agosto de 2022
Métodos contra o coronavírus

Merck salta com previsão revisada, projetando US$ 7 bilhões em vendas de medicamento para Covid

Ação também foi impulsionada pela expectativa de que empresa possa ser campeã de vendas com o molnupiravir, medicamento oral contra o coronavírus

28 outubro 2021 - 17h39Por Carlos Borges

Por Dhirendra Tripathi, da Investing.com – As ações da Merck (NYSE:MRK) tiveram ganhos de 6,1% na quinta-feira (28), quando a fabricante de medicamentos elevou as suas previsões anuais após seu resultado no terceiro trimestre ter superado todas as estimativas.

No Brasil, os BDRs da farmacêutica (SA:MRCK34) fecharam em alta de 7,4%.

A ação também foi impulsionada pela expectativa de que a Merck possa ter um campeão de vendas com o molnupiravir, medicamento oral anti-Covid oral que atualmente aguarda aprovação regulatória. A empresa disse que, se a aprovação do uso emergencial ocorrer até dezembro, o medicamento abre a oportunidade de até US$ 7 bilhões em vendas em 2022, incluindo US$ 1 bilhão em receitas este ano.

A diretora financeira Caroline Litchfield projetou vendas de pelo menos US$ 5 bilhões até o final do próximo ano, tomando como base a liberação em dezembro.

A Merck espera agora que as vendas de 2021 atinjam US$ 47,65 bilhões, acima da sua projeção anterior de US$ 46,9 bilhões no centro do intervalo. O lucro ajustado por ação também deve subir 25,5% em relação à previsão anterior de crescimento de 22%.

O Molnupiravir deu fôlego à ação porque seria o primeiro medicamento oral anti-Covid comprovado do mundo. Sua fabricação é relativamente barata e ele é fácil de transportar, sendo que a empresa já firmou pedidos junto a governos. Diversas unidades de fabricação também estão a postos, já que mais e mais empresas buscam firmar contratos junto à companhia para a produção do medicamento.

O lucro ajustado por ação foi de US$ 1,75, superando as estimativas dos analistas em US$ 0,20, enquanto a receita foi 19% superior, a US$ 13,2 bilhões, também acima das expectativas de Wall Street.

As vendas foram impulsionadas pela Keytruda e pela Gardasil, vacinas da Merck contra o câncer.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: