quarta, 19 de janeiro de 2022
Lucros em alta

Bradesco (SA:BBDC4) mostra 3T21 forte e está preparado para possível piora da inadimplência

XP destaca que esse número foi impulsionado principalmente pelo desempenho do segmento de seguros acima do esperado

05 novembro 2021 - 17h44Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - O Bradesco (SA:BBDC4) apresentou um resultado acima do esperado para o 3T21, com lucro líquido de R$ 6,767 bilhões, alta de 34,5% na comparação anual, representando um ROAE de 18,4%. A XP destaca que esse número foi impulsionado principalmente pelo desempenho do segmento de seguros acima do esperado e menores despesas com provisões operacionais e adicionais do Grupo Segurador.

Embora o banco tenha consumido 28 p.p. de índice de cobertura, a XP observa que o atual nível de 297% ainda é superior à concorrência, como o Santander (SA:SANB11), que apresenta um indicador de 250%, e o Itaú (SA:ITUB4), com 234%. Além disso, o índice de inadimplência também cresceu em um ritmo inferior ao dos pares.

O Bradesco revisou o seu guidance de 2022 para cima. O range de crédito passou de 9-13% para 14,5-16,5% e a receita de prestação de serviços foi de 1-5% para 2-6%. Com a melhora da operação de seguros, o guidance dos resultados passou de -15 a -20% para -10 a 0%. Além disso, dado ao elevado índice de cobertura, a PDD foi revisada de R$ 14-17 bilhões para R$ 13-16 bilhões. Para o Safra, essa revisão do guidance sugere que o Bradesco também deve apresentar mais um forte desempenho no 4T21.

Por outro lado, a Ativa Investimentos destaca a piora na margem com mercado e nos indicadores de qualidade de crédito no trimestre, mas ainda assim, na visão da corretora, os indicadores se encontram em patamares saudáveis e devem suportar a piora da inadimplência no próximo ano. Para a Genial Investimentos, a perspectiva de expansão do spread para 2022, o controle de custos e o alto índice de cobertura e capital, podem dar uma vantagem ao Bradesco, mesmo com a possível deterioração do cenário macroeconômico.

O Bank of America também observa com otimismo a dinâmica de lucros do Bradesco frente a piora do ambiente econômico, por isso recomenda a compra da ação, por um preço-alvo de R$ 30.

O Safra, a Genial e a Ativa também possuem uma indicação de compra, com preços-alvo em R$ 30, R$ 29,60 e R$ 31,90, respectivamente. A XP, por outro lado, tem uma recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 26.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content