quinta, 20 de janeiro de 2022
Resultados do segundo tri influenciaram

BR Distribuidora tem forte queda após balanço; mas BTG tem visão positiva

Às 16h10, o papel tinha recuo de 3,18%, a R$ 27,67

11 agosto 2021 - 16h31Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - As ações da BR Distribuidora (SA:BRDT3) operavam em forte queda no pregão desta quarta-feira, após a divulgação dos resultados do segundo trimestre, que o BTG Pactual descreveu como fracos, mas que não devem ser o normal para a companhia.

Às 16h10, o papel tinha recuo de 3,18%, a R$ 27,67, depois de ter chegado a alcançar R$ 26,65 na mínima do dia. O Ibovespa, por sua vez, operava em alta de 0,28%, aos 122.539 pontos.

Depois dos números, o BTG reiterou sua recomendação de Compra para a companhia, com preço-alvo de R$ 35. Isso porque, apesar dos números fracos, o banco acredita que os próximos trimestres devam apresentar resultados melhores, com a gestão da companhia sinalizando aumento nos volumes e ganhos de produtividade

“Com uma mentalidade pronta não apenas para explorar novas oportunidades de crescimento, mas também para recompensar continuamente os acionistas (um dividend yield de 9% é esperado para este ano), reiteramos nossa recomendação de Compra”, diz o banco em relatório.

O Ebitda ajustado de R$ 882 milhões ficou 10% abaixo da projeção do banco, assim como os volumes, devido principalmente ao negócio B2B. 

A grande decepção, no entanto, foi o braço de varejo, cujas margens baixas podem ser explicadas por oscilações de market share e um comportamento atípico nos preços do etanol. Nessa frente, porém, o banco destaca a criação de 18 novos pontos de venda no período: “Continuamos a ver isso como algo que afirma a qualidade de sua proposta de valor para varejistas.”

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content