quarta, 29 de maio de 2024
Criptomoedas

Halving do Bitcoin (BTC) em 2024: Especialista prevê impacto positivo em mercado em crescimento

Consultor de Blockchain da Sherlock Communications, Luiz Hadad, explica sobre condições que favorecem evento de redução

14 março 2024 - 15h30Por Redação SpaceMoney

O Halving, evento que ocorre a cada quatro anos no Bitcoin, (BTC) reduz pela metade a recompensa paga aos mineradores por bloco validado. O Consultor de Blockchain da Sherlock Communications, Luiz Hadad, disse que esse era uma redução especial.  

Em comunicado enviado a SpaceMoney, Hahad afirmou que “o evento deste ano tem tudo para ser especial em relação aos anteriores e ocorre em condições que devem favorecer o setor cripto”. Em 2024, a recompensa cairá de 6,25 BTC para 3,125 BTC, impactando a oferta do ativo. 

"O Halving de 2024 ocorrerá em um contexto no qual o Bitcoin possui uma maior adoção e receptividade junto ao meio econômico tradicional, sendo oferecido a uma gama maior de pessoas, por meio de instrumentos como ETFs e até mesmo diretamente por bancos”. 

Elon Musk sugere que Tesla poderá aceitar Dogecoin (DOGE) como pagamento no futuro

Para ele, a combinação entre a recente aprovação do Bitcoin ETF nos EUA, maior centro de liquidez global, juntamente com a redução das taxas de juros pelo Banco Central dos Estados Unidos, o Fed, e a redução da oferta de BTC após o halving deve ser sentida no preço.  

“O ETF americano está criando uma demanda entre 9 mil e 10 mil BTC por dia, e atualmente os mineradores produzem 900 BTCs, uma relação de demanda 10 vezes maior do que a oferta, o que explica a forte alta de 45% no mês de fevereiro e a chegada ao ATH de US$ 71 mil, seguida de uma correção neste início de março”, completou. 

Hadad explicou que “quando chegarmos ao halving, caso a demanda permaneça entre nesse patamar, o que acredito ser muito provável, poderemos ter uma demanda 20 vezes maior do que a oferta, e isso terá um impacto direto no preço, repetindo a valorização do Bitcoin nos ciclos de 2016 e 2020”.