quarta, 22 de maio de 2024
Criptomoedas

ETFs de Bitcoin à vista não devem atrair novo capital, mas podem provocar migração de fundos

Analistas do JPMorgan estimam que US$ 36 bilhões em criptoativos existentes podem migrar para os novos ETFs

12 janeiro 2024 - 10h29Por Redação SpaceMoney

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin à vista, que começaram a ser negociados nos EUA na quinta-feira (11), não devem atrair uma quantidade significativa de capital novo, segundo analistas do JPMorgan. Em vez disso, eles podem provocar uma migração de até US$ 36 bilhões em criptoativos existentes. 

De acordo com os analistas, a migração inclui US$ 3 bilhões em entradas de ETFs baseados em futuros de bitcoin, US$ 3 a US$ 13 bilhões do Grayscale Bitcoin Trust (GBTC) e até US$ 15 a US$ 20 bilhões de investidores de varejo em transição de carteiras digitais em bolsas de criptomoedas/corretores de varejo para ETFs de bitcoin à vista. 

Usuários de aplicativos Web3 crescem 124% em 2023, saiba mais
 

Apesar do otimismo de muitos participantes do mercado, os analistas liderados por Nikolaos Panigirtzoglou estão céticos de que a aprovação de ETFs de bitcoin à vista levará a um influxo substancial de novo capital no espaço criptográfico. 

"Em vez disso, acreditamos que a quantidade de capital novo que entra no espaço criptográfico provavelmente será mais uma função das regulamentações e, em particular, uma função de quanto os reguladores permitirão que o ecossistema criptográfico invada o sistema financeiro tradicional ao longo do tempo", escreveram os analistas. 

Eles ainda destacaram que as “taxas e a liquidez provavelmente desempenharão um papel fundamental em termos de quanto dinheiro entrará nos ETFs recém-criados”,