quarta, 29 de maio de 2024
Criptomoedas

Elo revela tendências para futuro dos pagamentos no Brasil 2024

Drex, Inteligência Artificial (IA) e tokenização são destaques em novo relatório da empresa

05 fevereiro 2024 - 14h23Por Redação SpaceMoney

A Elo, empresa líder em soluções de pagamento no Brasil, lançou a edição 2024 do relatório “Tendências em Tecnologias de Pagamento”. O documento de 46 páginas mapeia as 10 principais tendências que moldarão o futuro do setor no país este ano, como o Drex, Inteligência Artificial (IA) e tokenização.  

Moeda digital brasileira (Drex) em destaque 

Um dos destaques do relatório é o potencial da moeda digital do Banco Central do Brasil, o Drex, que está em desenvolvimento pelo Banco Central. Segundo Giancarlo Greco, CEO da Elo, o “Brasil vem fazendo grandes avanços dentro do tema inovação financeira, entre eles, destaca-se a construção do Drex”.  

“Estima-se que até o final desta década, mais de 98% do PIB global vai flutuar livremente pelos sistemas de integração das CBDCs. Estamos diante de um dos movimentos mais disruptivos desde a origem do mercado de capitais, lá no século 17”, observou Greco.  

Inteligência artificial (IA) como chave para a inclusão financeira 

O relatório também destaca a inteligência artificial como uma das principais tendências para 2024. A IA tem o potencial de oferecer melhores ofertas de crédito, proteger dados pessoais, evitar fraudes e melhorar as opções de consumo e gestão de investimentos. 

“A IA Generativa (IAG) tem um potencial muito grande de expandir o volume de crédito do mercado, seja no aumento do limite a quem consegue acessar crédito, ou em propostas para o público desbancarizado. Na minha visão, a IAG, também será um poderoso vetor de inclusão financeira”, afirma Felipe Almeida, Head of Advisory da Avanade. 

Tokenização de ativos e blockchain: disrupção no mercado financeiro 

A tokenização de ativos financeiros e a consolidação da blockchain como matriz segura para o mercado também são tendências apontadas pelo relatório. Essas tecnologias podem alterar profundamente o modo como as pessoas poupam, transferem, recebem e liquidam dinheiro. 

“Um ativo, verdadeiramente verde, deve representar uma solução passível de rastreabilidade dentro de um repertório considerado amigável à agenda de sustentabilidade. Eu gosto do termo amigável, pois ele traduz a sutileza por trás da intenção do investimento”, destaca Rodrigoh Henriques, diretor de Inovação da Fenasbac. 

Criptomoedas: crescimento e segurança jurídica 

O relatório também analisa a regulamentação da criptoeconomia no Brasil. Com a entrada em vigor da lei 14.478/2023 (Marco Regulatório), o mercado de criptoativos está em rápido crescimento e se aproximando de modelos globais bem estabelecidos. 

Para o cofundador da LoopiPay, empresa especializada em compra e venda de tokens em carteiras digitais, nos próximos meses “o setor de criptoativos terá melhorias importantes no seu arcabouço de segurança jurídica”. “Com isso, teremos um novo ambiente de negócios, mais bem protegido e inteligente, sobretudo na perspectiva dos investidores”.