terça, 28 de maio de 2024
Ações

Americanas (AMER3): Comissão de Valores Mobiliários rejeita acordo com Sergio Rial e João Guerra

Entendeu-se que o melhor desfecho para o caso seria a apreciação pelo colegiado em sede de julgamento, declarou o Comitê de Termo de Compromisso (CTC)

26 março 2024 - 20h50Por Redação SpaceMoney
Fachada Americanas - Shopping Rio Sul RJ Fachada Americanas - Shopping Rio Sul RJ - Crédito: Gustavo Lacerda

O Colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) rejeitou a proposta de termo de compromisso apresentada pelo ex-diretor presidente da Americanas (AMER3), Sergio Rial, e pelo ex-diretor de relações com investidores (RI) da varejista, João Guerra, em processo administrativo sancionador (PAS).

No caso da diretora de RI da companhia, Camille Loyo Faria, foi aceito o acordo no valor de R$ 2,4 milhões. Com isso, o processo sancionador (PAS) que envolve a executiva na autarquia foi encerrado.

Sobre os processos de Rial e Guerra, após analisar o caso, o Comitê de Termo de Compromisso (CTC) entendeu não ser “oportuna e conveniente” a aceitação do acordo. O colegiado considerou a gravidade do caso e a existência de outros processos em curso sobre o tema.

“Entendeu-se que o melhor desfecho para o caso seria a apreciação pelo colegiado em sede de julgamento”, diz o Comitê.

O jornal Valor Econômico detalhou que o processo em questão investiga Sergio Rial por suposta exposição, em teleconferência realizada pela Americanas (AMER3) em 12 de janeiro de 2023, de informações relevantes ainda não divulgadas previamente pela companhia e pela suposta divulgação de informação de forma incompleta e inconsistente de números referentes à dívida financeira da companhia e a “exposição da companhia à possibilidade de cobrança antecipada de sua dívida, inclusive no que se refere aos covenants” (condições financeiras acordadas com os credores).

O processo de João Guerra investiga a suposta não divulgação de fato relevante que contivesse informações proferidas por Sérgio Rial na teleconferência realizada na referida data.

As informações são do jornal Valor Econômico.