quarta, 06 de julho de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
Descontos para mais pobres

Tarifa social: conta de luz pode ficar mais barata para cerca de 23,8 milhões de famílias

O programa reduz em média R$ 24,59 da conta de luz dos beneficiários, com um escalonamento do desconto que varia de acordo com o consumo dos clientes de baixa renda

30 novembro 2021 - 10h52Por Redação SpaceMoney
IPE - NECTON - BILBOARD TOPO 2 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS E DEMAIS]
 - Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Cerca de 12,3 milhões de famílias beneficiárias estão inscritos no programa Tarifa Social de Energia Elétrica, que concede descontos na conta de luz.

O número representa um avanço aos 9 milhões cadastrados entre 2014 e 2020 e está relacionado ao agravamento da crise econômica por conta dos efeitos da pandemia de Covid-19.

Entretanto, as novas regras para a adesão ao benefício pode fazer com o que número de famílias atendidas quase dobre. Mais 11,5 milhões de famílias passarão a ter acesso automaticamente ao benefício, segundo informações do jornal O Globo.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

Assim, o total de residências atendidas pelo programa chegaria a 23,8 milhões.

Após o Congresso Nacional aprovar mudanças no benefício, as novas normas serão estabelecidas pela Agência Nacional de Energia (Aneel) em reunião hoje (30).

De acordo com a apuração do veículo, o custo vai ser repassado para as contas de luz dos demais consumidores de energia elétrica, e subir de R$ 3,6 bilhões para cerca de R$ 7 bilhões.

[NECTON IPE -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

O programa reduz em média R$ 24,59 da conta de luz dos beneficiários, com um escalonamento do desconto que varia de acordo com o consumo dos clientes de baixa renda. Para o consumo até 30 quilowatts-hora (kWh) por mês, a redução é de 65%. De 31 a 100 kWh, o valor a pagar fica 40% menor.

Ontem, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou a bandeira verde para o mês de dezembro somente para os consumidores que recebem o benefício da tarifa social de energia elétrica. Com essa bandeira, não há acréscimos na tarifa.

Já para os demais consumidores de energia elétrica, a bandeira vigente no período será a de escassez hídrica, que tem um aumento no valor de R$ 14,20 para cada 100 kWh consumidos.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

A bandeira escassez hídrica continua válida até abril de 2022.

Com informações de O Globo e Rádio Agência Nacional.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content