sexta, 24 de maio de 2024
SpaceMercado

T4F (SHOW3): Erika Hilton pede à B3 e à CVM que companhia seja retirada do segmento Novo Mercado

Produtora teria desobedecido normas de governança corporativa por não informar sobre denúncias de trabalho análogo à escravidão em fatos relevantes

27 março 2023 - 14h22Por Lucas de Andrade
ShowShow - Crédito: Pxhere

Por volta de 13:50 desta segunda-feira (27), as ações de T4F (ou Ticket For Fun), negociadas pelo código SHOW3, caíam 1,88%, ao preço de R$ 2,09 cada. 

Os papéis chegaram ao patamar mínimo de R$ 2,06, em uma desvalorização superior a 4%.

Denúncias

O movimento negativo sucede o fim da décima edição do evento Lollapalooza, organizado pela produtora. Na véspera dos três dias de evento, quinta-feira (23), o site Brasil de Fato denunciou o flagrante de trabalhadores encontrados em situação análoga à escravidão durante a preparação do evento.

De acordo com a reportagem, cinco profissionais que atuavam na preparação do evento foram resgatados na terça-feira (21), após carregarem bebidas em jornadas de doze horas diárias. Eles prestavam serviços para a empresa Yellow Stripe, uma terceirizada contratada pela produtora.

Em meio a realização do festival, o site Repórter Brasil informou que uma nova fiscalização encontrou “violações graves” entre os profissionais envolvidos.

Além de não pagar hora extra, houve desconto de valor do exame médico admissional dos contratados e negação a pedidos de vale-transporte para cerca de 800 funcionários, mas, desta vez, a série de irregularidades foi cometida pela empresa terceirizada Team Eventos, que substituiu a Yellow Stripe.

 

Responsabilização

Em razão das infrações, a deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) endereçou denúncia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e à B3 (B3SA3). A parlamentar alega que a produtora atentou contra as normas da autarquia e da Bolsa de Valores, e que deveria, portanto, ser retirada do segmento Novo Mercado.

 

 

De acordo com Hilton, “o mercado está habituado a realizar cobranças nos debates políticos de nosso país. Nós também devemos cobrar os entes do mercado de suas obrigações”.

 

Cancelamentos

Ainda, em seu último dia (domingo, 26) anunciou o cancelamento da apresentação do rapper canadense Drake.

Ao público, a organização informou que o artista estaria sem membros de sua equipe de som e produção, que eram essenciais para a realização do espetáculo.

Antes que o evento fosse iniciado, durante as últimas semanas, os artistas Omar Apollo, Blink-182, Dominic Fike, 100 Gecs e Willow Smith cancelaram suas apresentações.