Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Balanços 1T21

Resultados da Cemig dividem analistas; XP mantém como Neutra

Perto das 14h37, os papéis da empresa tinham alta de 1,07% e eram negociados a R$ 12,31

17 maio 2021 - 14h39Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - As ações preferenciais da Cemig (SA:CMIG4) subiam 1,07% nesta segunda-feira (17) após a companhia registrar lucro líquido de R$ 422,35 milhões entre janeiro e março de 2021, revertendo prejuízo líquido de R$ 68,13 milhões obtido no mesmo período de 2020.

Perto das 14h37, os papéis eram negociados a R$ 12,31, com queda acumulada de 11,05% nos últimos trinta dias e alta de 24% nas últimas 52 semanas.

Para os analistas da XP Investimentos, o resultado reflete uma combinação de maior volume de venda de energia a consumidores finais em uma comparação anual, parcialmente compensado por um aumento nos custos com despesas gerenciáveis.

Com isso, eles avaliam os resultados como sendo neutros, com o EBITDA ajustado em linha com as projeções.

Na frente operacional, eles destacam os efeitos ainda existentes da pandemia, com redução de 13,82% na quantidade de energia vendida aos consumidores da classe comercial e aumento de 13,69% na quantidade de energia vendida para o segmento industrial, principalmente em função de novos contratos de venda de energia para clientes livres.

Com isso, mantiveram a recomendação Neutra para as ações, com preço-alvo de R$ 12.

Goldman Sachs (NYSE:GS)

Segundo o Goldman Sachs, a Cemig reportou um balanço melhor que o esperado por conta do bom desempenho em todos os segmentos, ainda que os resultados financeiros possam ser enganosos, “pois capturam efeitos não monetários e pontuais”.

Os analistas dizem continuar a ver as ações negociando com desconto dentro do setor. Segundo eles, com um portfólio diversificado de distribuição, transmissão e geração, a gestão da companhia está focada em liderar o empresa uma nova era de eficiência que pode desbloquear mais valor para seus acionistas.

Com isso, mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 13.72.

Mirae Asset

Já os analistas da Mirae apontaram que a companhia encerrou o trimestre com resultados acima da expectativa, com ganhos na Gasmig e na Cemig D e maior eficiência nos controles nas despesas gerenciáveis.

Para eles, o grande evento será a possível privatização da companhia, mas, escrevem, com mas com a proximidade das eleições em 2022, não “há tempo e nem clima político para esse evento”.

Eles mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 15,20.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: