domingo, 28 de novembro de 2021
Relatório

Queda do real é risco para controladora do Carrefour Brasil, diz Goldman Sachs

18 janeiro 2021 - 15h53Por Investing.com
Campanha Black Friday 2021 - Warren

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Para o Goldman Sachs, a desvalorização do real é um dos riscos para a controladora francesa do Carrefour (SA:CRFB3) após a desistência da compra pela canadense Couche-Tarde, já que quase metade do EBIT da companhia é proveniente do braço brasileiro.

Segundo os analistas, em relatório desta segunda-feira (18), outros riscos incluem a baixa histórica da lucratividade dos supermercados na França e o aumento expressivo do Capex.

Como catalisadores de alta, o banco americano vê uma possível recuperação do real, uma mudança mais significativa no comportamento do consumidor para refeições em casa e um impacto negativo menos prolongado do que o esperado para a movimentação nos mercados da rede.

Entenda o caso

A Couche-Tard desistiu da oferta de 16,2 bilhões de euros pelo Carrefour depois que o governo francês, segundo a Reuters, se opôs ao acordo, citando preocupações com a segurança alimentar, embora as duas empresas tenham dito que continuariam a trabalhar em oportunidades de parceria.

Perto das 15h56, as ações do Carrefour Brasil caíam 1,33%, a R$ 20,02, com alta acumulada de 0,6% no mês e queda de 13% no ano.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content