domingo, 14 de agosto de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
Fundos de investimento

Previdência privada: patamar de juros baixo e diversificação turbinam fundos no 1º semestre

Levantamento da previtech Onze conclui que vinte fundos previdenciários de renda fixa e de multimercado apresentaram retorno positivo no período

28 julho 2021 - 13h16Por Redação SpaceMoney
[HURST - MODELO 2 - BILBOARD TOPO 2 -970 X 250 CANAIS]
 - Crédito: Nicholas Cappello via Unsplash

Segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), os fundos de previdência de renda fixa apresentaram resgate líquido de R$ 39 bilhões nos primeiro semestre deste ano. No mesmo período, os fundos previdenciários de ações e, principalmente, multimercado, captaram R$ 49 bilhões. 

De acordo com a Onze, fintech de previdência privada e saúde financeira (previtech), esse movimento parece estimulado não só pelo patamar de juros historicamente baixo no período, mas também pela maior difusão de conhecimento em finanças e investimentos, o que permitiu a muitas pessoas entender a importância de diversificar melhor seus investimentos - o que inclui a previdência privada, para conseguirem atingir suas metas e objetivos.

A partir de uma análise do desempenho dos dez maiores fundos previdenciários de renda fixa e dos dez maiores multimercado no segundo trimestre deste ano, a previtech conclui que a performance dos fundos foi mista. Os vinte apresentaram retorno positivo, segundo a Onze.

[HURST -  MODELO 2 - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Entre os dez fundos de renda fixa, apenas metade superou o CDI (0,79% no trimestre).

Já entre os multimercado, apesar de sete terem superado o CDI, apenas dois bateram o IHFA - o benchmark do mercado de fundos de investimento multimercado (incluindo não previdenciários), que foi de 3,23% no trimestre. Já no acumulado do semestre, todos os 20 fundos perderam de seus respectivos benchmarks.

Juntos, os dez fundos previdenciários de renda fixa reunidos pela Onze têm cerca de R$ 197 bilhões em patrimônio, com resgate líquido de R$ 35 bilhões nos últimos seis meses.

[HURST -  MODELO 1 - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Já os fundos multimercado têm cerca de R$ 67 bilhões em patrimônio, com captação líquida de R$ 8 bilhões no mesmo período.

Expectativas

Para o segundo semestre, a Onze afirma que as perspectivas são de continuidade do crescimento da economia global, que pode ser impulsionado se o pacote de infraestrutura norte-americano for aprovado, beneficiando a renda variável.

Todavia, caso a inflação americana se mostre persistente, a previtech avalia que o Fed pode antecipar a redução dos estímulos monetários, impactando negativamente os ativos de risco em âmbito global.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

No cenário interno, as projeções da empresa são de incertezas quanto aos preços das commodities, "pois não se sabe se o aumento da demanda se sustentará com o retorno do ritmo normal de crescimento global".

Além disso, a grave crise hídrica pode acelerar o aumento da inflação, de acordo com a Onze, e pode levar o Banco Central a aumentar a Selic para além do nível neutro. "O que pesaria no crescimento da economia", diz.

Os impactos da CPI da Covid podem influenciar negativamente o preço dos ativos, assim como o desdobramento da corrida presidencial para 2022 - que deve ser incorporado ao preço dos ativos, afirma a Onze.

"Para enfrentar esse ambiente de incertezas, continuam sendo mais indicados os fundos de previdência diversificados, que investem em diferentes classes de ativo (renda fixa pós-fixada, pré-fixada, indexada à inflação e ações) e moedas, além de diversificarem geograficamente", recomenda.

Com informações de NR-7 Comunicação.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: