Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Educação financeira

Planejamento e foco: dica para novos investidores

Organizar a vida financeira é mais fácil do que você imagina, bastando para isso ter um pouco de paciência e disciplina

11 maio 2021 - 16h14Por Redação SpaceMoney

Sabemos o quanto é complicado começar a investir seu dinheiro. Mas não é tão difícil quanto você imagina. Organizar a vida financeira é mais fácil do que você imagina, bastando para isso ter um pouco de paciência e disciplina. 

Por isso falamos em nosso título sobre foco. E, com essas pequenas dicas, logo você, investidor iniciante, conseguirá sair do zero e começar a ver seu dinheiro render:

1. Aprenda educação financeira

Essa deveria ser uma matéria fundamental em todas as escolas: educação financeira. É com ela que aprendemos a organizar nossas finanças, escolhendo as prioridades e pensando a curto, médio e longo prazo.

Com a educação financeira é possível também aprender quais os tipos de investimento que estão em maior evidência. Mas antes é necessário conhecer qual seu perfil de investidor, que pode ser conservador, moderado ou arrojado. 

De acordo com seu perfil, serão indicados determinados tipos de investimentos para que não haja riscos em aplicações erradas ou fraudulentas. Há várias maneiras de iniciar sua educação financeira. 

Aqui em nosso site temos várias dicas que ajudam a definir quais são as ações mais recomendadas da semana, bem como orientações que ajudam a economizar e outras sugestões.

2. Livre-se das dívidas

Quando você começa a entender sobre vida financeira, entende que deve antes de mais nada pagar suas dívidas. Coloque em planilha todos os seus ganhos, gastos totais, e defina em quanto tempo é possível pagar suas dívidas. 

Neste momento também é preciso fazer todo um mapeamento de dívidas e registrar o que está fazendo aumentar seu orçamento e o que pode ser cortado. Fazer isso é importante para o que é supérfluo e que pode ser cortado. Afinal, toda economia feita é importante para poupar seu dinheiro e zerar as dívidas.

Ou seja: negociar as dívidas e se livrar delas é vital para que sua vida financeira possa seguir sem maiores intempéries. Nesse sentido, também é indicado procurar um banco ou financeiras e verificar quais as opções que oferecem menores juros.  

3. Faça sua reserva de emergência

Conseguiu negociar suas dívidas? Siga para o próximo passo, que é fazer uma reserva de emergência. Como o próprio nome diz, esses fundos são essenciais para manter-se em segurança e apagar possíveis incêndios financeiros que incluem dívidas inesperadas.

Podemos comparar essa fase de investimento com o gerenciamento de bankroll feito por jogadores de poker: para que eles possam entrar em mesas mais altas, é necessário antes de tudo poupar e evitar gastar mais do que ganha.

Em outras palavras: seja no poker ou na vida, sem uma reserva de emergência, é difícil iniciar qualquer investimento, já que o cenário externo, assim como no famoso jogo, é sempre imprevisível. 

Esse fundo de emergência, segundo especialistas deve cobrir 6x seu salário. E o local ideal para manter esse valor é em local que prometa liquidez, rendimentos diários e baixa volatilidade como é o caso do Tesouro Selic. 

4. Aprenda que dinheiro não surge de uma hora para outra

Esse é um assunto delicado, mas que deve ser visto de maneira séria. Os golpes sempre existiram, e com a internet eles se intensificaram. Cada vez mais pessoas e empresas vem surgindo com promessas de ganhos exorbitantes de dinheiro.

Evite cair em golpes, e sempre desconfie se oferecem lucros a curtíssimo prazo. Isso pode lhe trazer grande dor de cabeça. Siga os meios legais e conheça a procedência e legalidade do seu investimento. 

Golpe da pirâmide financeira, ofertas de investimentos milagrosos, venda casada e empresas de crédito ilegais estão por aí e podem causar muitos danos. Com a internet, tem surgido cada vez mais pessoas e empresas que prometem ganhos exorbitantes de uma hora para outra. Não caia em golpes e fraudes financeiras que podem lhe custar muito dinheiro. 

Não invista em um negócio sem antes entender sua procedência e verificar a legalidade dele. Ou seja: caia no golpe do dinheiro fácil. Isso não existe. 

5. Identifique que tipo de investidor você é

Já com sua reserva de emergência em dia, você pode pensar em investir. Mas que tipo de investidor você é? Há basicamente três tipos: conservador, moderado ou arrojado. 

O conservador vai preferir investir em produtos de baixo risco como o Tesouro direto, CDB, Fundos de renda Fixa, por exemplo. Eles têm baixa liquidez, no entanto não oferecem riscos. À longo prazo, é possível pensar em Fundos imobiliários ou cambiais.

Já o moderado gosta de arriscar mais, embora ainda preze pela segurança. Geralmente o moderado deseja diversificar seus investimentos à médio e longo prazo que lhe tragam bons retornos.

Para se tornar um investidor arrojado é necessário experiência e segurança financeira. Afinal, esse tipo de perfil aproveita as oportunidades de ganhos acima da inflação, mas que podem dar prejuízo. Por isso a indicação para que haja um preparo técnico antes de dar um passo grande como este.

Gostou de nossas dicas? Aproveite para descobrir qual seu perfil de investidor através de nosso guia.
 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: