Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Vacina contra Covid-19

Pfizer avança com aceitação do FDA para dose de reforço contra Covid-19 em grupos de maior risco

No Brasil, BDRs da farmacêutica subiam 1,2%

23 setembro 2021 - 15h44Por Investing.com

Por Dhirendra Tripathi, da Investing.com – As ações da Pfizer (NYSE:PFE) eram negociadas com alta de 0,9% às 15h (horário de Brasília) de quinta-feira (23) após a Food and Drug Administration aprovar a dose de reforço da sua vacina contra a Covid-19 para pessoas com maior risco de infeção.

No Brasil, os BDRs da farmacêutica (SA:PFIZ34) subiam 1,2%.

Isto significa que as pessoas com 65 anos de idade ou mais e pessoas vulneráveis com risco de contrair a doença poderão receber uma terceira dose da vacina de mRNA da Pfizer-BioNTech (NASDAQ:BNTX) (SA:B1NT34). As duas empresas desenvolveram a vacina em conjunto e dividem a receita das suas vendas em partes iguais.

Os pacientes devem receber a dose de reforço pelo menos seis meses após tomar a segunda dose, a FDA disse.

A necessidade de uma dose de reforço veio à pauta após estudos indicarem que a eficácia do esquema de vacinação em duas doses diminui após um determinado período, e que esse esquema se beneficiaria de uma terceira dose. A variante delta do coronavírus original, que levou ao ressurgimento da pandemia nos EUA e em outras partes do mundo este ano, foi em grande parte responsável por convencer as autoridades sobre a necessidade de um reforço.

O governo Biden queria uma aprovação geral para a dose de reforço que incluísse todos os adultos, mas consultores e especialistas da FDA foram contra.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: