quinta, 30 de junho de 2022
[IPE NECTON - SPACENOW DESKTOP]
Radar Corporativo

Petz (PETZ3), Ecorodovias (ECOR3) e Totvs (TOTS3) despencam nesta manhã

Confira as principais notícias corporativas do dia

06 maio 2022 - 10h59Por Investing.com
IPE - NECTON - BILBOARD TOPO 2 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS E DEMAIS]

Por Ana Beatriz Bartol, da Investing.com - O Ibovespa recuava 0,97%, a 104.278 pontos ás 10h46, com Petz, Ecorodovias e Totvs (SA:TOTS3) liderando as quedas nesta manhã. Na outra ponta, Alpargatas, Cogna (SA:COGN3) e Lojas Renner são os destaques positivos no índice. 

Confira as principais notícias corporativas do dia

Petrobras - O lucro da Petrobras (SA:PETR4) subiu 3.718% no primeiro trimestre de 2022 em comparação com o 1T21, para R$ 44,56 bilhões. A receita somou R$ 141,64 bilhões, com avanço de 64,4% na mesma comparação, ficando pouco acima da média prevista de R$ 140,3 bilhões pelos analistas escutados pelo InvestingPro.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

Além dos R$ 70 bilhões pagos em tributos aos governos federal, estaduais e municipais, a Petrobras também anunciou o pagamento de R$ 48,5 bilhões, o equivalente a R$ 3,7155 por ação preferencial e ordinária em circulação. Os dividendos serão pagos em duas parcelas de R$ 1,8577, nos dias 20 de junho e 20 de julho.

Após a divulgação do balanço do 1T22, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que os lucros da Petrobras são “um crime inadmissível” e um “estupro” diante da alta dos combustíveis, que pressiona a inflação este ano. Bolsonaro ainda disse que se a petroleira subir mais os preços do combustível, “o Brasil pode quebrar” e "causar convulsão nacional".

Nos últimos meses, o presidente vem fazendo campanha contra a política de preços da Petrobras para reforçar o seu discurso eleitoral. As ações da Petrobras sobem 0,44%, a R$ 32,15.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

Alpargatas (SA:ALPA4) - A Alpargatas reportou lucro líquido consolidado de R$ 20,8 milhões no primeiro trimestre do ano ante R$ 126,2 milhões reportados em igual período de 2021. O Ebitda recorrente recuou 2,8% entre os primeiros trimestres de 2021 e 2022, para R$ 175,1 milhões.

Os ativos avançam 3,19%, a R$ 18,45.

Carrefour (SA:CRFB3) - O lucro líquido ajustado ao controlador do Carrefour foi de R$ 421 milhões no primeiro trimestre de 2022. Na linha do Ebitda ajustado, o resultado foi de R$ 1,247 bilhões, alta de 13,3%. Já a margem Ebitda ficou em 6,6%.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

As ações caem 3,70%, a  R$ 19,55.

Rumo (SA:RAIL3) - A Rumo reportou um prejuízo líquido de R$ 68 milhões no primeiro trimestre do ano, revertendo lucro líquido de R$ 175 milhões em 2021. O Ebitda alcançou R$ 1 bilhão, alta de 20,4%. Com isso, a margem Ebitda atingiu 45,4%, queda de 2,3 pontos porcentuais na comparação anual.

Os papéis recuam 1,91%, a R$ 15,39.

Ecorodovias (SA:ECOR3) - A Ecorodovias reportou lucro líquido recorrente no primeiro trimestre de R$ 16,9 milhões, o que representa uma queda de 81,2% sobre igual período do ano passado. O Ebitda ajustado recuou 17,3% no primeiro trimestre em relação a igual período de 2021, para R$ 475,8 milhões.

Os ativos despencam 6,71%, a R$ 5,84.

Lojas Renner (SA:LREN3) - A Renner conseguiu reverter prejuízo de R$ 147,7 milhões verificado um ano atrás e reportou lucro líquido de R$ 191,6 milhões no primeiro trimestre de 2022. O Ebitda total ajustado da Renner chegou a R$ 383,2 milhões, um avanço de 1.105%.

Os papéis avançam 2,41%, a R$ 23,42.

Bradesco (SA:BBDC4) - O Bradesco fechou o primeiro trimestre de 2022 com lucro líquido recorrente de R$ 6,821 bilhões, um aumento de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O banco também informou a revisão das suas previsões para o ano.

A previsão para a margem com clientes subiu da faixa de 8% a 12% para 18% a 22%. Já a estimativa de crescimento das receitas com prestação de serviços no ano passou de 2% a 6% para 4% a 8%. Enquanto isso, a projeção de alta das despesas operacionais neste ano caiu do intervalo de 3% a 7% para 1% a 5%. E a projeção de despesa com provisão para perda com calotes agora é de R$ 17 bilhões a R$ 21 bilhões, ante R$ 15 bilhões a R$ 19 bilhões da previsão anterior.

As ações sobem 0,51%, a R$ 17,82.

Arezzo (SA:ARZZ3) - A Arezzo reportou lucro líquido ajustado de R$ 58 milhões no primeiro trimestre de 2022, crescimento de 94,4% ante o mesmo período do ano anterior. O Ebitda, por sua vez, chegou a R$ 194 milhões no período, alta anual de 106,6%.

Os ativos recuam 3,75%, a R$ 81,83.

BR Properties (SA:BRPR3) - A BR Properties fechou o primeiro trimestre de 2022 com prejuízo líquido de R$ 30,712 milhões. O Ebitda ajustado foi de R$ 54,136 milhões, recuo de 11% na mesma base de comparação anual. A margem Ebitda ajustado declinou 9 pontos porcentuais, para 65%.

Os papéis recuam 1,63%, a R$ 8,44.

Direcional - A Direcional Engenharia (SA:DIRR3) fechou o primeiro trimestre de 2022 com lucro líquido ajustado de R$ 35,632 milhões, valor 31,5% maior do que no mesmo período de 2021. O Ebitda ajustado atingiu R$ 97,033 milhões, avanço de 24,7%. A margem Ebitda subiu 1,9 ponto percentual, para 20,7%.

As ações caem 2,12%, a R$ 11,06.

AES Brasil (SA:AESB3) - A AES Brasil registrou lucro líquido de R$ 70,9 milhões no primeiro trimestre de 2022, queda de 23,7% frente os R$ 93 milhões de igual etapa do ano passado. O Ebitda foi de R$ 300,6 milhões, uma baixa de 13,9%.

Os ativos avançam 0,19%, R$ 10,73.

Engie - A Engie Brasil Energia (SA:EGIE3) registrou lucro líquido de R$ 645 milhões no primeiro trimestre de 2022, alta de 21,9% em comparação com o mesmo período de 2021. O Ebitda somou R$ 1,89 bilhão, avanço de 8,8%.

Os papéis ganham 0,22%, a R$ 41,75.

Fleury (SA:FLRY3) - O Grupo Fleury registrou lucro líquido de R$ 110,4 milhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa queda de 6,9% ante o mesmo intervalo de 2021. Por outro lado, o Ebitda foi de R$ 326,6 milhões no trimestre, alta de 14,4%. A margem Ebtida teve queda de 198 pontos-base, passando de 31,9% para 30%.

A empresa também anunciou a compra do Saha, centro especializado em infusões de medicamentos imunobiológicos e cirurgias de baixa complexidade, por R$ 120 milhões.

As ações sobem 0,07%, a R$ 14,18.

C&A (SA:CEAB3) - A C&A reportou prejuízo líquido de R$ 152,7 milhões no primeiro trimestre de 2022, montante 10,3% maior que o desempenho negativo de R$ 138,5 milhões de igual período de 2021. O Ebitda da companhia ficou negativo em R$ 107,1 milhões.

Os papéis despencam 7,11%, a R$ 3,79.

Oi (SA:OIBR4) e BTG Pactual (SA:BPAC11) - O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu, por unanimidade, conceder anuência prévia à venda do braço de fibra ótica da Oi, batizado de V.tal, para o fundo de investimento do BTG Pactual em conjunto com a Globenet Cabos Submarinos. A compra foi acertada no começo do segundo semestre do ano passado, por R$ 12,9 bilhões.

Os ativos da Oi sobem 0,74%, a R$ 1,37, enquanto os do BTG recuam 2,71%, a R$ 21,52.

Vibra Energia (SA:VBBR3) - A Vibra Energia anunciou a conclusão da criação da joint venture de comercialização de etanol com a Copersucar, gigante do setor sucroalcooleiro. A Vibra terá 49,99% do capital social da Empresa Comercializadora de Etanol (ECE), mantendo a Copersucar com 50,01%.

As ações perdem 1,50%, a R$ 19,74.

Simpar (SA:SIMH3) - O Grupo Simpar registrou lucro líquido de R$ 191,7 milhões no primeiro trimestre de 2022, em alta anual de 103,5%. O Ebitda alcançou R$ 1,51 bilhão, uma alta de 106,2%.

As ações recuam 4,24%, a R$ 10,17. 

Petz (SA:PETZ3) - A Petz registrou lucro líquido ajustado de R$ 21,1 milhões no primeiro trimestre de 2022, em alta anual de 57,7%. O Ebitda ajustado alcançou R$ 52,0 milhões, uma alta de 19,6%.

Os papéis despencam 8,37%, a R$ 13,90.

Natura (SA:NTCO3) - A Natura teve prejuízo líquido de R$ 643,1 milhões no primeiro trimestre de 2022, aumento de 314% ante a perda líquida de R$ 155,2 milhões em igual período de 2021. Ebitda somou R$ 515,7 milhões, recuo de 37,8%.

Os ativos recuam 3,96%, a R$ 16,48.

PetroRecôncavo (SA:RECV3) - A PetroRecôncavo registrou lucro de R$ 401,8 milhões no primeiro trimestre de 2022. O Ebitda ficou em R$ 414,7 milhões, alta anual de 215,1%.

As ações caem 1,38%, a R$ 25,03.

Unidas (SA:LCAM3) - A Unidas registrou lucro líquido de R$ 101,8 milhões no primeiro trimestre, queda anual de 9,2%. O Ebitda ficou em R$ 330,2 milhões, alta de 28%.

Os ativos caem 2,81%, a R$ 22,80.

Kepler (SA:KEPL3) Weber - A Kepler Weber aprovou o  desdobramento  da  totalidade  das ações de emissão da Companhia, na proporção de 3 ações ordinárias para cada 1 ação da mesma espécie, sem alteração do valor do capital social. O capital social da Kepler Weber passará de 29.953.355 ações para 89.860.065, com o valor de R$ 1,8 bilhão.

Os papéis sobem 0,82%, a R$ 18,53.

Lojas Marisa (SA:AMAR3) - O Conselho de Administração das Lojas Marisa aceitou os pedidos de renúncia de Hector Nuñez e Flavia Maria Verginelli dos seus cargos de conselheiros. Para as posições, foram eleitos Marcelo  Doll  Martinelli como  membro independente e Presidente do Conselho da Companhia e Ricardo Goldfarb como membro do conselho. As Lojas Marisa também informaram que Adalberto Pereira dos Santos foi eleito como Diretor Presidente da empresa.

As ações das Lojas Marisa caem 0,47%, a R$ 2,12.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content