Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Radar corporativo

PetroRio surfa na alta do petróleo; CPFL recua após balanço

Essas são as principais notícias corporativas do dia

26 março 2021 - 11h24Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os papéis de siderúrgicas e mineradoras subiam nesta sexta-feira (26) com a recuperação do minério de ferro na China, enquanto a PetroRio surfava na disparada do petróleo no exterior por conta do bloqueio do Canal de Suez, principal rota da commodity no Oriente Médio. A CPFL Energia liderava as quedas da B3, após balanço do quarto trimestre.

Essas são as principais notícias corporativas do dia:

PetroRio (SA:PRIO3) - A PetroRio comunicou nesta quinta-feira o adiamento da Assembleia Geral Ordinária (AGO) referente ao ano de 2020, devido ao decreto no Rio de Janeiro que restringiu a realização de atividades não essenciais no município, localidade de sede da companhia, entre 26 de março e 4 de abril. Os papéis subiam 5,45%, a R$ 94,28.

CPFL - A CPFL Energia (SA:CPFE3), do grupo chinês State Grid, registrou lucro líquido de R$ 989 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 15,5% ante mesmo período de 2019, ajudada por efeitos de um acordo entre empresas de energia e o governo sobre o chamado risco hidrológico na operação de usinas. Os papéis caíam 2,83%, a R$ 29,90.

Telefônica Brasil (SA:VIVT3) - A Telefônica Brasil, dona da marca Vivo, informou nesta quinta-feira que assinou acordo vinculante com a administradora de programas de fidelidade Dotz. A ação subia 0,82%, a R$ 45,58.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras recebeu nesta quinta-feira (25) uma decisão da Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM/B3), que acolheu seu pedido de impugnação e dissolveu o Tribunal Arbitral que proferiu sentença parcial na arbitragem instaurada pela Fundação Petrobras de Seguridade Pessoal (Petros) e pela Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (SA:BBAS3) (Previ). Os papéis preferenciais da estatal subiam 2,54%, a R$ 23,79.

Energisa - O consumo consolidado de energia elétrica pelo sistema livre nas áreas de concessão da Energisa (SA:ENGI4) atingiu 3.004,3 GWh em fevereiro, redução de 3,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior. As ações caíam 0,16%, a R$ 43,93.

Linx - O Goldman Sachs (NYSE:GS) (SA:GSGI34) atingiu posição consolidada de 10,08 milhões de ações ordinárias da Linx (SA:LINX3), com participação de 5,32% do capital social da companhia. O papel subia 0,03%, a R$ 37,77.

Portobello - A Portobello (SA:PTBL3), de revestimentos cerâmicos, apresentou lucro líquido ajustado e recorrente de R$ 34,8 milhões no quarto trimestre, alta de 281,8% na base anual. A ação caía 2,45%, a R$ 8,75%.

Sabesp (SA:SBSP3) - A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo registrou lucro líquido de R$ 831,5 milhões no quarto trimestre de 2020, queda de 21,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os papéis subiam 0,34%, a R$ 41.

Ser Educacional - A Ser Educacional (SA:SEER3) registrou lucro líquido de R$ 121,53 milhões no quarto trimestre de 2020, revertendo o prejuízo de R$ 2,563 milhões no mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o lucro foi de R$ 165,034 milhões, aumento de 21% ante 2019. As ações subiam 4,84%, a R$ 12,34.

JSL (SA:SIMH3) - A JSL divulgou nesta sexta-feira que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição da Pronto Express Logística (TPC), anunciada no começo do ano, com a empresa entrando no setor de saúde e medicamentos. O papel caía 0,24%, a R$ 8,48.

B3 - A B3 (SA:B3SA3) convocou Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre proposta de desdobramento das ações de emissão da companhia na proporção de uma para três, sem alteração no valor do capital social. A ação subia 2,59%, a R$ 55,17.

Com Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: