Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Commodities

Petróleo sobe; reunião da Opep rouba a cena

Os mercados do petróleo dispararam neste ano, com ambos os benchmarks apresentando uma alta de quase 50% desde o ano passado

25 junho 2021 - 14h09Por Investing.com

Por Peter Nurse, do Investing.com - Os preços do petróleo bruto registram alta nesta sexta-feira, rumo a mais uma semana positiva, enquanto os investidores permanecem otimistas sobre as perspectivas de recuperação da demanda antes da reunião da próxima semana dos principais produtores.

Por volta das 14h08 (horário de Brasília), o petróleo norte-americano subia 1,15% a US$ 74,14 o barril, enquanto o Brent subia 0,81% a US$ 76,17, com ambos os contratos sinalizando um quinto avanço semanal, a maior sequência de vitórias desde dezembro.

Os futuros de gasolina RBOB dos EUA caíam 0,59% a US$ 2,2675 o galão.

Os mercados do petróleo dispararam neste ano, com ambos os benchmarks apresentando uma alta de quase 50% desde o ano passado, na esperança de um rápido retorno ao pico de demanda com o sucesso dos programas vacinação permitindo que economias de alto consumo de energia na Europa, nos Estados Unidos e na China reabram conforme a pandemia da Covid-19 perde força.

Compondo o cenário desta sexta-feira, tivemos a notícia de que o presidente norte-americano Joe Biden teria fechado um acordo de infraestrutura de US$ 579 bilhões com um grupo de senadores Democratas e Republicanos, abrindo caminho para novos investimentos em estradas, pontes e internet de banda larga.

Além disso, o Irã perdeu o prazo de renovação do pacto temporário de monitoramento atômico com os órgãos de fiscalização internacionais, o que provavelmente complica as negociações entre o país do Golfo Pérsico e as potências globais, incluindo os Estados Unidos, para reviver seu acordo nuclear.

Sem um acordo, é bastante improvável que os EUA levantem as sanções atualmente aplicadas ao setor energético do Irã, impedindo-o de exportar seu petróleo para o mercado global.

A atenção está agora voltada para a reunião da próxima semana da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, grupo conhecido como Opep+, em que deverão discutir mais uma vez o aumento da oferta para frear o rápido aumento dos preços do petróleo.

"Qualquer valor menor do que 500 milhões de barris/dia da Opep+ seria suficiente para ver os altistas impulsionarem o mercado para cima no próximo período", disseram os analistas da ING, em nota. "É provável que o grupo continue adotando uma abordagem cautelosa e, por isso, acreditamos que haverá relutância de alguns membros em aumentar a oferta mais do que o limite mensal definido anteriormente de 500 milhões de barris/dia."

Antes disso, os operadores deverão voltar suas atenções para as últimas notícias da semana da Baker Hughes sobre os números das plataformas petrolíferas norte-americanas, principalmente com os altos preços do petróleo bruto tornando mais viável comercialmente para os produtores de shale regressarem e roubarem uma fatia do mercado.

Além disso, a CFTC deverá divulgar seu relatório semanal com os compromissos assumidos pelos operadores (COT), um guia de como o mercado estaria posicionado.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: