Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Estados Unidos

Petróleo sobe pelo 3º dia consecutivo com queda nos estoques dos EUA

03 fevereiro 2021 - 17h41Por Investing.com

Por Liz Moyer, da Investing.com - Os preços do petróleo subiam pelo terceiro dia consecutivo na quarta-feira (3), com o governo dos EUA relatando uma segunda redução semanal consecutiva nos estoques de petróleo bruto contra o consenso dos analistas de mercado, que esperavam um aumento de estoque.

Os estoques de gasolina, no entanto, aumentaram pela quarta vez em cinco semanas.

A ampla alta de dois meses nos preços do petróleo convenceu os investidores a lucrar mais com os barris em seus porões, em vez de armazená-los, apesar da queda na demanda por produtos de combustível causada pela lenta recuperação do tráfego em meio à pandemia do coronavírus.

O West Texas Intermediate negociado em Nova York, o principal indicador para o petróleo dos EUA, subia 99 centavos de dólar, ou 1,8%, para US$ 55,73 por barril às 16h09 (horário de Brasília). O WTI subiu cerca de 7% desde o fechamento de US$ 52,50 na sexta-feira.

O Brent negociado em Londres, a referência global para o petróleo, subia 72 centavos, ou 1,2%, para US$ 58,52. O Brent subiu quatro dias consecutivos, ganhando cerca de 6% desde o fechamento de quinta-feira de US$ 55,53.

A alta de quarta-feira veio após a Administração de Informação de Energia ter relatado que os estoques de petróleo dos EUA caíram em 994.000 barris na semana passada, em comparação com o consenso dos analistas de uma alta de 446.000 barris.

O analista do Investing.com, Barani Krishnan, disse que a diferença se deve ao "empurra-empurra entre importações e exportações". Além dos analistas, os otimistas com o petróleo provavelmente também ficaram aquém das expectativas de uma grande queda, após a divulgação do American Petroleum Institute na terça-feira de uma queda de cerca de 4,3 milhões de barris, disse Krishnan.

Analisando os dados da EIA, as importações de petróleo na verdade subiram em 1,4 milhão de barris por dia, sugerindo um influxo de 9,8 milhões de barris. Mas isso foi parcialmente compensado por um aumento de 720.000 bpd nas exportações, que decolou cerca de 5,04 milhões de barris.

"As exportações de petróleo dos EUA têm estado verdadeiramente notáveis há um tempo, com a China estocando tudo o que pode comprar antes de sua recuperação neste ano, independentemente do que aconteça no mundo", disse Krishnan.

Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo para aquecimento, caíram em 9.000 barris na semana, contra as expectativas de uma queda de 429.000 barris, mostraram os dados da EIA. O consumo de óleo de aquecimento deve aumentar ainda mais esta semana devido a uma grande tempestade de neve no Nordeste dos EUA, sugerindo que a extração de destilados pode ser maior no próximo conjunto de dados da EIA.

Mas os estoques de gasolina aumentaram em 4,466 milhões de barris na semana passada, em comparação com as expectativas de um aumento de 1,134 milhão de barris.

“Devido aos ganhos de preço do petróleo bruto, agora é mais vantajoso em termos de custo transformar petróleo em produtos do que armazená-lo como petróleo bruto”, disse Krishnan. “Isso explica a alta na gasolina em quatro das últimas cinco semanas. Agora há um acúmulo líquido de 15,6 milhões de barris de gasolina nas últimas cinco semanas e tudo isso, em última análise, terá que encontrar consumidores. Os programas de recuperação econômica da administração Biden, junto com o progresso da vacinação da Covid-19, determinarão como o consumo de gasolina acontecerá nos próximos dias, semanas e meses.”

Empiricus: Analista Criminal revela como adquirir imóveis por uma fração do valor

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: