sábado, 04 de dezembro de 2021
Commodities

Petróleo dispara a níveis mais altos em dois anos com expectativas de retomada da demanda

Os preços do petróleo tiveram ganhos de mais de 40% até agora este ano

14 junho 2021 - 13h51Por Investing.com
 - Crédito: Zbynek Burival via Unsplash

Por Peter Nurse, do Investing.com - Os preços do petróleo bruto subiam na segunda-feira (14), atingindo seus níveis mais altos em mais de dois anos impulsionados pela confiança renovada na recuperação econômica e um consequente salto na demanda por petróleo.

Às 13h49 (horário de Brasília),o petróleo dos Estados Unidos subia 0,41%, para US$ 71,20 por barril, tendo registrado a máxima desde outubro de 2018, enquanto o Brent subia 0,45% para US$ 73,02, após máxima desde maio de 2019.

Os futuros da gasolina dos EUA apresentavam queda de 0,69%, a US$ 2,1710 por galão.

Os preços do petróleo tiveram ganhos de mais de 40% até agora este ano, fundamentados pela recuperação econômica e pela perspectiva do crescimento da demanda por combustíveis à medida que as campanhas de vacinação nos países desenvolvidos se aceleram.

"A leitura preliminar de junho para o índice de percepção do consumidor da Universidade de Michigan mostra que a confiança moveu-se para cima" disseram os analistas da ING, em uma nota da pesquisa. "Isto é animador para as perspectivas de crescimento, dada a forte correlação histórica entre o indicador de perspectivas gerais e os gastos dos consumidores."

Além disso, os passageiros aéreos diários norte-americanos superaram a marca de 2 milhões pela primeira vez desde o início da pandemia, com o tráfego voltando para níveis pré-pandêmicos na América do Norte e em grande parte da Europa à medida que lockdowns e outras restrições são relaxados, mesmo que a Inglaterra decida postergar sua reabertura total para depois de segunda-feira.

A Agência Internacional de Energia previu na semana passada que a demanda mundial por petróleo irá se recuperar para níveis pré-pandemia no final do próximo ano, vinculando-a a uma estimativa mais otimista da Organização dos Países Exportadores de Petróleo de que a demanda em 2021 aumentaria em 5,95 milhões de barris por dia, uma alta de 6,6% em relação ao ano anterior.

Outra contribuição para essa perspectiva foi o tom de cooperação na cúpula do G7 neste fim de semana, quando as democracias mais ricas do mundo anunciaram planos para a doação de 1 bilhão de doses de vacina para países pobres.

Em relação ao abastecimento adicional do Irã, o país do Golfo Pérsico afirmou mais cedo na segunda-feira que chegou a um amplo acordo com os EUA sobre a suspensão de sanções a seus setores industriais, incluindo energia, mas alertou que havia "muito pouco tempo" para que as potências mundiais restabelecessem o acordo nuclear de 2015.

Mesmo com o mercado em negociação nestes níveis elevados, os investidores parecem otimistas quanto à margem para ganhos adicionais. Os dados semanais de sexta-feira da Commodity Futures Trading Commission mostraram que a posição do WTI era a mais otimista em cerca de três anos.

Em uma possível nota de alerta, as plataformas de petróleo em operação nos Estados Unidos incluíram seis novas unidades e subiram para 365, o número mais elevado desde abril 2020, como a empresa de serviços de energia Baker Hughes afirmou em seu relatório semanal em sexta-feira.

Esse foi o maior aumento semanal de plataformas de petróleo em um mês, já que as empresas de perfuração procuraram se beneficiar da crescente demanda.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content