Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Commodities

Petróleo continua subindo enquanto o Texas congela

17 fevereiro 2021 - 18h37Por Investing.com

Investing.com - Os preços do petróleo saltaram quase 2% na quarta-feira (17), enquanto um congelamento ártico no Texas gerou incerteza sobre quanto tempo demoraria para que a produção voltasse ao normal no maior estado produtor de petróleo dos EUA, que também ficou sem energia após a pior tempestade de neve em três décadas.

O WTI negociado em Nova York fechou em alta de US$ 1,09, ou 1,8%, a US$ 61,14 por barril. Anteriormente, atingiu um pico da sessão de US$ 61,27,81, o maior desde janeiro de 2020. O WTI subiu mais de 26% no acumulado do ano.

O Brent negociado em Londres, o benchmark global para o petróleo, fechou em alta de 99 centavos de dólar, ou 1,6%, a US$ 64,34, após bater uma alta de 13 meses em US$ 64,74. O Brent cresceu quase 25% no ano.

A alta do petróleo neste ano foi desencadeada e sustentada por uma combinação de fatores.

Tudo começou com a descoberta em novembro de vacinas para a Covid-19. Isso foi seguido pelo anúncio do líder da Opep, Arábia Saudita, de cortes de produção mais profundos em janeiro.

A partir de então, a compra de petróleo vinculada ao índice de commodities, quedas semanais consideráveis nos estoques de petróleo dos EUA e esperanças de estímulo econômico do governo Biden estimularam os ganhos.

Nesta semana, a tempestade de neve que cobriu o coração tipicamente sufocante do país do petróleo dos EUA - Texas - continuou a fortalecer a base forte do mercado.

Analistas do ANZ e do Citigroup estimaram que pelo menos 2 milhões de barris por dia (bpd) da produção de óleo de shale dos EUA foram restringidos pela tempestade do Texas.

O Citi estimou uma perda cumulativa de produção de cerca de 16 milhões de barris até o início de março.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: