Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
Radar corporativo

Petrobras e Vale caem por maior aversão ao risco; JHSF sobe com vendas do 4T

15 janeiro 2021 - 10h53Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Shoppings caem com receio de novos lockdowns, com exceção da JHSF, que liderava a ponta de ganhos da B3 (SA:B3SA3) após reportar alta anual de 192% nas vendas contratadas de incorporação do quarto trimestre. Construtoras avançam após prévias operacionais, enquanto a Petrobras e a Vale recuam com maior aversão ao risco vinda do exterior.

Estas são as principais notícias corporativas desta sexta-feira (15):

Petrobras - A Petrobras (SA:PETR4) informou nesta sexta-feira abriu a fase vinculante da venda de sua participação num conjunto de quatro concessões de campos terrestres, chamado Polo Norte Capixaba, no Espírito Santo. A ação caía 2,07%, a R$ 28,84, seguindo o tombo dos preços do petróleo no exterior.

Vale (SA:VALE3) - O governo de Minas Gerais disse que segue em negociações com a Vale sobre um eventual acordo global para reparação de danos pelo desastre de Brumadinho. As ações da mineradora caíam 1,45% a R$ 96,38.

Marfrig (SA:MRFG3) - A Marfrig precificou nesta quinta-feira emissão de 10 anos no valor de US$1,5 bilhão em bônus, informou o IFR, serviço da Refinitiv. Os papéis do frigorífico caíam 0,50%, a R$ 14,02.

Itaú - O conselho de administração do Itaú Unibanco (SA:ITUB4) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio de R$ 0,050160 por ação preferencial, a serem pagos até 30 de abril de 2021. Os papéis caíam 2,12%, a R$ 31,90.

JHSF - A JHSF (SA:JHSF3) informou nesta sexta-feira que suas vendas contratadas de incorporação somaram R$ 378,6 milhões no quarto trimestre, alta de 192,9% ante igual período de 2019. Os papéis subiam 2,86%, a R$ 7,54.

MRV (SA:MRVE3) - A MRV anunciou nesta quinta-feira que as vendas de outubro a dezembro somaram R$ 2,06 bilhões, um salto de 49,1% ano a ano e de 4,7% na base sequencial. A ação recuava 0,34%, a R$ 20,63.

Even - A Even (SA:EVEN3) registrou valor geral de vendas bruto, ou VGV, de R$ 444 milhões no quarto trimestre, com o lançamento de dois empreendimentos em São Paulo e no Rio Grande do Sul, totalizando R$ 1,4 bilhão em 2020. A ação subia 0,52%, a R$ 11,65.

Mitre - A Mitre registrou valor geral de vendas bruto, ou VGV, de R$ 463,7 milhões no quarto trimestre, com o lançamento de quatro empreendimentos, totalizando R$ 920,1 milhões em 2020. Os papéis subiam 2,51%, a R$ 16,73.

Melnick - A Melnick (SA:MELK3) registrou valor geral de vendas bruto, ou VGV, de R$ 115,2 milhões no quarto trimestre com o lançamento de um empreendimento, totalizando R$ 686,2 milhões em 2020. A ação caía 2,30%, a R$  6,80.

Copel - A Copel (SA:CPLE6) fechou a venda de 100% das ações da Copel Telecomunicações para a Bordeaux Fundo de Investimento Participações, informou a companhia, sem citar os valores da transação. Os papéis caíam 1,25%, a R$ 66,21.

Com informações da Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: